16:08 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Aleksei Pushkov, presidente do Comitê Internacional da Duma de Estado da Rússia

    Parlamentar: hegemonia dos EUA chegou ao fim

    © Sputnik / Vladimir Fedorenko
    Mundo
    URL curta
    4421
    Nos siga no

    O presidente da comissão de relações exteriores da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Aleksei Pushkov, declarou nesta quarta-feira (14) que chegou ao fim a hegemonia absoluta dos Estados Unidos no mundo.

    "A última Assembléia Geral da ONU mostrou diante de nossos olhos que os EUA não são mais a única superpotência", disse ele em uma reunião parlamentar com o chanceler russo, Sergei Lavrov.

    De acordo com Pushkov, no mundo de hoje se formaram três centros autônomos de tomada de decisão política: EUA, Rússia e China.

    "Agora nós podemos falar sobre a formação de uma grande tríade das principais potências mundiais, assim, a Assembléia Geral tem marcado um ponto de viragem na evolução da atual ordem mundial", disse o deputado.

    Quanto à Rússia, o parlamentar disse que "durante a crise ucraniana o país mostrou que pode defender os seus interesses, e durante a crise síria provou que é capaz de agir de forma independente".

    Ele acrescentou que Moscou tem uma "estratégia concreta e clara" que consiste na criação de uma coalizão internacional eficaz contra o terrorismo, como o "que foi criado no passado contra Adolf Hitler".

    Os Estados Unidos, por sua vez, de acordo com Pushkov, mostrou que "carece de novas ideias e uma estratégia ponderada" e vê a política mundial a partir do ponto de vista da luta pela liderança.

    Mais:

    EUA se recusam a condenar ataque contra embaixada russa na Síria
    Turquia convoca embaixadores e adverte Rússia e EUA contra apoio aos curdos na Síria
    EUA se recusam a coordenar luta antiterrorista com a Rússia
    EUA propõem parceria com Rússia contra EI, mas só se Moscou abandonar Assad
    Lavrov explica reação dos EUA aos ataques da Rússia contra EI na Síria
    Tags:
    hegemonia, Assembleia Geral da ONU, Sergei Lavrov, Aleksei Pushkov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar