05:37 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Sergei Lavrov e John Kerry conversam com jornalistas após reunião bilateral na ONU, 30.09.2015

    Lavrov comenta reunião com Kerry: Rússia opera no âmbito das resoluções da ONU

    © YouTube (Screenshot)
    Mundo
    URL curta
    131070151

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que as operações russas na Síria acontecem conforme as resoluções da ONU, ao contrário das atividades norte-americanas no mesmo país. A declaração foi feita aos jornalistas após a reunião com secretário de Estado dos EUA, John Kerry.

    “Eu conversei hoje com John Kerry sobre isso. Apesar da sua afirmação durante a reunião do Conselho de Segurança da ONU, quando ele justificou as atividades da coalizão não só no Iraque, onde eles [os EUA] foram convidados, mas também na Síria, onde ninguém os convidou, nem eles pediram autorização ao governo da Síria através do Conselho. Apesar disso tudo, ele afirmou que a coalizão atua em total conformidade com a resolução da ONU, inclusive com o artigo 51, que contempla o direito de defesa coletiva. O artigo 51 somente se refere à situações quando um estado específico solicita ajuda para sua defesa”, disse Lavrov após a reunião com seu colega americano.

    “O governo da Síria não fez tal pedido para coalizão. Já para a Rússia esse pedido foi feito”, pontuou Lavrov.

    Apesar das divergências, o ministro russo foi otimista em relação à mudança dos discurso norte-americano sobre a deposição de Assad.

    “Eu acho que a vida convenceu [os EUA] que exigir em forma de ultimato a saída de Assad não é algo possível com um crise dessas no país. É preciso negociar. Em quase todos outros conflitos, por exemplo no Iêmen, no Sudão do Sul ou Líbia, todos os nossos parceiros ocidentais que exigem a renúncia de Assad como condição preliminar defenderam o diálogo entre o governo e a oposição”, lembrou Lavrov.

    “Acredito que seja um princípio universal que deve ser utilizado para a solução do problema sírio”, completou o chefe da diplomacia russa. 

    Sergei Lavrov aproveitou para refutar os boatos sobre uma hipotética reunião trilateral das chancelarias russa, norte-americana e síria, que teria acontecido nesta quarta-feira. Ele também chamou de infundadas as notícias de que a Rússia teria atacado posições da oposição síria e não do Estado Islâmico. 

    “O nosso ministério da Defesa explicou em detalhes no seu site e em anúncios do seu representante oficial sobre os alvos desse ataques, bem como apresentou os resultados reais dessas atividades”, disse Lavrov. 

    Já o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse que a reunião com Sergei Lavrov foi construtiva.  

    “Como disse Sergei Lavrov, a reunião foi construtiva. Nos discutimos as preocupações que já apresentamos no Conselho de Segurança da ONU, presidido pela Rússia. Conversamos sobre a situação e as ações na Síria”, disse Kerry.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik