21:24 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8222
    Nos siga no

    A Rússia finalizou a construção do primeiro campo de refugiados na Síria financiado integralmente com dinheiro russo na cidade de Hama.

    Segundo um correspondente da agência Sputnik, o assentamento temporário pode acolher um número de 500 pessoas. Na inauguração do campo de refugiados estiveram presentes autoridades da cidade Hama, que agradeceram a Rússia pela ajuda concedida. 

    "Este campo é muito necessário para abrigar as pessoas temporariamente deslocadas nas províncias onde existe conflito", disse o governador de Hama, Omar Hassan Halaf.

    O acordo cobre uma área de 500 metros quadrados com 25 tendas com aquecimento para a temporada de inverno.

    A guerra civil na Síria dura desde 2011 e já causou a morte de mais de 230 mil pessoas, segundo os dados da ONU. O governo sírio luta contra vários grupos rebeldes e organizações militares, incluindo a Frente al-Nusra e o grupo terrorista Estado Islâmico. 

    O grupo terrorista Estado Islâmico, anteriormente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, foi criado e, inicialmente, operava principalmente na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. Posteriormente, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, o Estado Islâmico lançou um ataque maciço em províncias do norte e noroeste do Iraque e ocupou um vasto território. No final de junho de 2014, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.

    Mais:

    Síria diz que Rússia pode bombardear Estado Islâmico e EUA veem helicópteros russos lá
    Angela Merkel pode se tornar ‘refugiada síria'
    Tanques T-90 suplantam os Abrams na Síria
    Benjamin Netanyahu irá à Rússia conversar sobre o fornecimento de armas à Síria
    Irã diz que plano sobre Síria só será executado após consultas com a Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar