11:42 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Papa Francisco.

    Papa Francisco afirma que vai abrigar duas famílias de refugiados no Vaticano

    © REUTERS/ Max Rossi
    Mundo
    URL curta
    745071

    O Vaticano vai abrigar duas famílias de refugiados que se encontram "fugindo da morte" provocada pela guerra ou pela fome, anunciou o papa Francisco neste domingo. Ele também convocou paróquias católicas, conventos e mosteiros em toda a Europa a fazer o mesmo.

    Francisco citou Madre Teresa, a freira que nasceu na Europa e teve atuação importante com a população mais pobre na Índia, aos fazer o seu apelo a peregrinos e turistas que estavam na Praça de São Pedro. "Diante da tragédia de dezenas de milhares de refugiados que fogem da morte pela guerra e pela fome, e que estão em um caminho em direção a uma esperança de vida, o Evangelho chama-nos a acolher os menos favorecidos e mais abandonados, para dar-lhes uma esperança concreta", disse o Papa. Não é o suficiente dizer "tenha coragem, entre lá", acrescentou.

    "Que cada paróquia, cada comunidade religiosa, cada mosteiro, cada santuário na Europa acolha uma família, começando com a minha diocese de Roma", disse Francisco. Ele também pediu aos bispos em toda a Europa a atender seu chamado e "expressar o Evangelho em termos concretos, ao adotar uma família de refugiados".

    O Papa Francisco informou que duas das paróquias do Vaticano vão acolher duas famílias de refugiados, mas não deu maiores detalhes sobre a iniciativa. Um porta-voz do Vaticano, reverendo Ciro Benedettini, disse que o Vaticano vai agora decidir quais famílias serão abrigadas.

    Milhares de imigrantes refugiados têm chegado na Alemanha e na Áustria durante o fim de semana, depois de ficarem presos na Hungria por um dia inteiro. 


    Mais:

    Maradona convida Papa Francisco para seu casamento
    Papa Francisco defende Estado Palestino em encontro com presidente de Israel
    Papa Francisco lembra celebração na China para pedir paz ao mundo
    Metade dos norte-americanos não sabe da visita do Papa Francisco aos EUA
    Moradores das ilhas Malvinas se revoltam com o Papa Francisco
    Tags:
    crise humanitária, refugiados, Madre Teresa, Papa Francisco, Roma, Hungria, Áustria, Vaticano, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik