02:00 21 Julho 2019
Ouvir Rádio
    General Raymond Odierno, chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA

    Premier do Iraque critica irresponsabilidade do chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA

    © flickr.com/ The U.S. Army
    Mundo
    URL curta
    5142

    O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, condenou nesta quinta-feira o chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA, general Raymond Odierno, por suas declarações "irresponsáveis" sobre uma possível divisão do território do Iraque.

    "Tratam-se de observações irresponsáveis, que refletem uma ignorância da realidade iraquiana", afirmou o gabinete do premier em comunicado oficial. 

    O general Odierno, que foi comandante das tropas americanas no Iraque entre 2008 e 2010 e será reformado na próxima sexta-feira, declarou ontem durante uma coletiva de imprensa no Pentágono que, dada a dificuldade de união entre xiitas e sunitas, a repartição do território iraquiano poderia ser "a única solução", mas que não estava pronto para decidir ainda. Segundo ele, os EUA devem se concentrar no momento em combater os jihadistas do Estado Islâmico, que já dominam diversas áreas do país.

    Apesar da profunda divisão entre sunitas, xiitas e curdos, a questão sobre a possibilidade de repartir o Iraque é considerada extremamente delicada por Bagdá, que continua lutando para reconquistar regiões dominadas pelos terroristas a fim de manter a unidade do país. 

    Mais:

    Após ataque em Bagdá, Putin reafirma apoio ao Iraque contra o terrorismo
    O Pentágono tem medo da Rússia
    Ataques sem alvo concreto: Turquia nega que aviões dos EUA tivessem decolado da sua base
    Tags:
    terrorismo, sunitas, xiitas, curdos, Pentágono, Estado Islâmico, Haider al-Abadi, Raymond Odierno, Washington, Bagdá, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar