01:56 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bernie Sanders, candidato à presidência dos EUA, com sua esposa, Jane

    Bernie Sanders aparece à frente de Hillary em pesquisa em New Hampshire

    © AP Photo / Ringo H.W. Chiu
    Mundo
    URL curta
    151
    Nos siga no

    Pela primeira vez, o pré-candidato Bernie Sanders aparece à frente de Hillary Clinton em uma pesquisa entre os eleitores de New Hampshire. Os dois são alguns dos nomes na disputa pela indicação da candidatura do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos.

    Pesquisa da Franklin Pierce University e do Boston Herald mostra Sanders liderando sobre Hillary, com 44% a 37%, entre os prováveis eleitores da primária democrata nesse Estado. O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, que não entrou oficialmente na corrida para 2016, aparecia com 9%.

    Os eleitores, porém, não estão otimistas sobre suas chances de influir na disputa pela Casa Branca. Questionados sobre quem deve levar a indicação democrata, cerca de dois terços dizem que Hillary será a escolha do partido, enquanto apenas 11% acham que Sanders pode ser apontado.

    A primária de New Hampshire é importante e recebe sempre muita atenção da imprensa americana — e internacional — porque é a primeira das votações que decidem o candidato do Partido Democrata à presidência dos EUA. Cada estado americano realizará sua primária antes das eleições de 2016.

    Os outros democratas na disputa, o ex-governador de Maryland Martin O'Malley, o ex-governador de Rhode Island Lincoln Chafee e o ex-senador pela Virgínia Jim Webb mal foram apontados na pesquisa como opção para os eleitores ouvidos. A primária democrata em New Hampshire ocorre em 9 de fevereiro de 2016.

    A pesquisa por telefone ouviu 442 prováveis eleitores democratas em New Hampshire entre 7 e 10 de agosto e tinha uma margem de erro de 4,7 pontos porcentuais.

    Escândalo de e-mails

    Desde março, Hillary Clinton é o foco das atenções de um escândalo de e-mails, quando tornou-se público que a ex-secretária de Estado poderia ter violado uma lei federal ao usar seu e-mail pessoal, que não era protegido, para tratar de informações confidenciais.

    A ex-primeira-dama disse que o uso da conta era uma questão de conveniência e que todos os seus e-mails de trabalho foram incluídos nas 55 mil páginas de documentos que posteriormente foram entregues ao Departamento de Estado. Os e-mails de natureza pessoal teriam sido destruídos.

    Caso fique provado que Hillary realmente vazou informações secretas, suas candidatura à presidência dos EUA em 2016 pode ser mais turbulenta do que o esperado.

    Mais:

    Hillary Clinton afirma ter pago US$ 44 milhões de impostos desde 2007
    Kremlin repudia acusações de Hillary Clinton de que a Rússia patrocina hackers
    Hillary classifica Rússia, Irã e Coréia do Norte como "ameaças tradicionais" aos EUA
    Tags:
    primárias, pesquisa, Partido Democrata, Hillary Clinton, Bernie Sanders, New Hampshire, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar