11:13 18 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Andrzej Duda vence as eleições presidenciais na Polônia

    Política externa polonesa precisa de mudanças

    © AFP 2017/ WOJTEK RADWANSKI
    Mundo
    URL curta
    1 0 51

    Na quinta-feira (6), o novo presidente polonês Andrzej Duda, que venceu as eleições em segundo turno contra o presidente Bronislaw Komorowski com 51,55% dos votos, deu juramento à Constituição e proferiu o seu primeiro discurso no parlamento.

    Andrzej Duda chamou a atenção ao fato de que ele queria decisivamente realizar as promessas que fez durante a campanha eleitoral. 

    A maior parte do discurso foi dedicada à imigração dos polacos e ao desemprego no país. Vale lembrar que 15-20 milhões dos polacos vivem fora da Polônia porque não há restrições para o emprego em outros países da União Europeia. Neste momento, poloneses representam a minoria mais numerosa na Irlanda e Islândia, ocupam o segundo lugar na Alemanha e o terceiro – na Grã Bretanha. Duda apelou aos poloneses para voltar à pátria. 

    Quanto à política externa, o presidente sublinhou a necessidade das relações amigáveis com países-vizinhos e do fortalecimento da segurança militar. Além disso, ele falou sobre os preparativos para a cúpula da OTAN que se realizará em Varsóvia no próximo ano. 

    “É preciso aumentar a presença da OTAN nesta parte da Europa, incluindo o nosso país”, disse o presidente.

    Aparentemente, Duda quer continuar a linha política do ex-presidente Lech Kaczynski que faleceu no acidente aéreo perto de Smolensk. Assim, Duda quer fazer a Polônia líder da Europa de Leste e Sul. 

    Falando das relações russo-polonesas Tadeusz Iwinski, deputado do Sejm, Câmara Baixa do parlamento da Polônia, fez notar que os poderes do presidente são limitados pela Constituição, isto é, ele pode somente cooperar com o governo e o Ministério das Relações Exteriores. Embora o presidente não tenha mencionado a Rússia durante o discurso, o deputado considera que a política poderia se alterar.

    Tadeusz Iwinski destacou que neste momento, a Polônia é o único país europeu que não mantem o dialogo de alto nível com a Rússia:

    “Quase todos na Polônia acreditam que a Rússia anexou a Crimeia, violou o direito internacional e não respeita a integridade da Ucrânia”.

    No entanto, especialistas poloneses acreditam que, caso Duda realmente se revele um grande político, o novo presidente haverá de reverter essa atitude. Aliás, a Rússia está disposta para isso. Nesta segunda-feira (3) o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov declarou que Moscou espera formar laços de boa vizinhança mutuamente benéficos com a Polônia.

    Mais:

    Polônia buscará relações positivas com a Rússia
    Conservador Andrzej Duda derrota Bronislaw Komorowski em eleições presidenciais na Polônia
    Moscou espera construir relações mutuamente benéficas com a Polônia
    Tags:
    relações bilaterais, Andrzej Duda, Polônia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik