06:09 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Prisão de Guantánamo

    EUA resistem em devolver Guantánamo a Cuba por temer concessão à Rússia

    © AP Photo/ Charles Dharapak
    Mundo
    URL curta
    51854213

    Os Estados Unidos não querem devolver a base militar de Guantánamo a Cuba temendo que o território seja concedido à Rússia. A opinião é do diretor do Instituto de Estudos Cubanos e Cubano-Americanos da Universidade de Miami, Jaime Suchliki.

    “Cuba insiste na devolução, mas as autoridades e os militares norte-americanos não querem (…) temendo que Cuba entregue a base à sua aliada Rússia”, disse Suchliki em entrevista à agência Sputnik. 

    Prisão de Guantánamo
    © East News/ Tech. Sgt. Michael R. Holzworth
    Cuba e os EUA restabeleceram na última segunda-feira as relações diplomáticas interrompidas há mais de meio século, abrindo as respectivas embaixadas em Havana e Washington.

    O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, ao inaugurar a missão diplomática de seu país na capital dos EUA exigiu o retorno "do território ocupado ilegalmente de Guantánamo", pedindo o respeito à soberania de Cuba.

    O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse em resposta que as autoridades norte-americanas atualmente não pretendem rever o acordo sobre a base naval dos EUA em Guantánamo.

    Segundo o chefe da revista Natsionalnaya Oborona (Defesa Nacional, em russo), Igor Korotchenko, a Rússia não precisa da base militar de Guantánamo.

    “A base de Guantánamo não nos faz falta, é um lugar maldito, de má reputação, Havana deve insistir em seu encerramento (…), mas acredito que os americanos não a fecharão em um futuro próximo", afirmou o especialista. 

    Os EUA arrendam a base de Guantánamo desde 1903 e anualmente enviam o cheque de US$ 3,4 mil como pagamento da renda, mas o governo de Cuba não aceita o dinheiro, e exige a saída dos militares norte-americanos da ilha. Os cubanos tentavam rever o acordo de arrendamento devido à abertura da prisão homônima na ilha, argumentando que isto viola o contrato. Até o momento a ilha de fato pertence aos EUA e a prisão não foi fechada.

    Outro fator que gera controvérsia acerca da política norte-americana na base de Guantánamo é que a prisão abriga presos acusados de terrorismo, muitos deles sem acusações formais.  


    Mais:

    Cuba x EUA: Fim do embargo econômico deve demorar
    Prisão Guantánamo dificulta ações “de fachada” dos EUA em Cuba
    Relações Washington-Havana: EUA têm na agenda mudança de regime em Cuba
    Cuba reabre embaixada nos EUA após 54 anos
    Tags:
    Guantánamo, Rússia, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik