01:44 19 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Membros do grupo ultranacionalista ucraniano Setor de Direita

    Setor de Direita ameaça Kiev com eleições paralelas

    © AFP 2017/ GENYA SAVILOV
    Mundo
    URL curta
    21052156

    O movimento extremista ucraniano Setor de Direita ameaçou as autoridades de Kiev com a possibilidade de realizar eleições paralelas, segundo confirmou o líder do grupo, Dmitry Yarosh, em comunicado depois de um congresso organizado nesta terça-feira (21) na capital do país.

    "As autoridades devem saber que se elas não servirem às pessoas, elas devem partir. Se nós não conseguirmos convocar um referendo, vamos criar nossa própria Comissão Eleitoral Central e votar separadamente em toda a Ucrânia", disse Yarosh.

    "Nós podemos dizer quem as autoridades mais temem e quem elas consideram ser o principal inimigo pelas forças que o Presidente [Pyotr] Poroshenko mobilizou para atacar vários combatentes do Setor de Direita perto de Mukachevo [Ucrânia Ocidental]: dezenas de veículos e centenas de oficiais do Ministério do Interior, polícia de choque, a Guarda Nacional, bem como algumas unidades do exército ucraniano", acrescentou o líder do grupo ultranacionalista.

    No final da semana passada, Yarosh disse em entrevista ao canal de televisão ucraniano 112.ua que "já é necessário falar sobre a renúncia do Presidente, a dissolução da Suprema Rada [Parlamento da Ucrânia] e, consequentemente, a renúncia do governo".

    Segundo ele, uma guerra de informação contra o Setor de Direita foi lançada na Ucrânia e o "incidente" em Mukachevo está sendo usado como um pretexto para destruir as estruturas da organização.

    No último dia 11 de julho, uma troca de tiros entre a polícia local de Mukachevo e membros do Setor de Direita armados com metralhadoras e lançadores de granadas deixou ao menos três mortos e treze feridos.

    O Setor de Direita é um movimento que reúne uma série organizações radicais nacionalistas na Ucrânia. Em janeiro e fevereiro de 2014, membros do grupo participaram de confrontos com a polícia e da invasão de diversos prédios administrativos do país, e desde abril do ano passado promovem repressão a protestos no sudeste ucraniano. 

    Em novembro de 2014, a Corte Suprema da Rússia reconheceu o Setor de Direita como uma organização extremista e proibiu a sua atividade em território russo. Em janeiro de 2015, o grupo foi incluído na lista de organizações proibidas na Rússia. Líder do movimento, Dmitry Yarosh enfrenta igualmente na Rússia acusações de incitação à atividade terrorista.

    Mais:

    Setor de Direita impacienta autoridades de Kiev
    Opinião: Setor de Direita semeia terrorismo nas fronteiras da UE
    Governo ucraniano tenta negociar com ultranacionalistas do Setor de Direita
    Ultranacionalistas ucranianos do Setor de Direita levantados em alerta de combate
    Tags:
    radicais, ultranacionalista, extremista, extremismo, terrorismo, Setor de Direita, Dmitry Yarosh, Pyotr Poroshenko, Mukachevo, Kiev, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik