EUA estão fartos com atos de violência na Ucrânia

© Sputnik / Aleksandr Maksimenko / Abrir o banco de imagensSetor de Direita
Setor de Direita - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A violência em Mukachevo, cidade no oeste da Ucrânia, onde no sábado houve um tiroteio entre a polícia, empresários locais e militantes do Setor de Direita em que morreram três pessoas e 13 foram feridos é absolutamente inaceitável, disse o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano John Kirby aos jornalistas na quarta-feira (15).

“A violência referida é ‘absolutamente inaceitável’. E esperamos que todos – independentemente da sua afiliação – os ucranianos e as organizações respeitem a lei e a ordem”, disse John Kirby.

John Kirby também disse aos jornalistas que o governo ucraniano era responsável por deixar o Setor de Direita, o grupo de extrema-direita, se tornar uma parte das forças de segurança de Kiev.

“Quanto ao Setor de Direita e seu lugar nas forças armadas ucranianas, é o governo ucraniano que vai decidir como esta integração vai ser realizada”, disse Kirby.

Militares ucranianos - Sputnik Brasil
Pentágono avalia opções para enviar armas à Ucrânia
"Continuamos a apressar o governo ucraniano já que temos que completar essa transição o mais rápido possível precisamente por causa de preocupações tais como o tiroteio neste final de semana”.

Além disso, a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano sublinhou que os Estados Unidos não estão treinando membros do Setor de Direita.

“Continuamos sendo ansiosos por cooperar com a Ucrânia para identificar os melhores candidatos para o treinamento organizado pelos EUA”.

É de lembrar que Washington forneceu os equipamentos não-letais à Ucrânia nos últimos meses, incluindo a assistência para construir sua Guarda Nacional e outras forças. Em abril, 2015 os Estados Unidos enviaram 300 tropas ao oeste da Ucrânia para treinar Guarda Nacional do país.

Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia, ao lado de Humvees blindados americanos no aeroporto Boryspil, Kiev, Ucrânia - Sputnik Brasil
Congresso americano planeja fornecer armas letais ao exército da Ucrânia
Além disso, treinamento adicional é proporcionado pelo Reino Unido e Canadá.

Na quarta (15) Pyotr Poroshenko, presidente ucraniano, afirmou que as ações do Setor de Direito em Mukachevo é um ato de terrorismo e disse que partidos políticos não devem ter seus próprios grupos armados.

Segundo o serviço de imprensa do Setor de Direita, seus membros estavam tentando destruir as rotas de contrabando, que serão controladas pelas autoridades locais, quando, como eles afirmam, a polícia abriu fogo contra eles, sem aviso prévio.

Membros do grupo ultranacionalista ucraniana Setor de Direita - Sputnik Brasil
Setor de Direita impacienta autoridades de Kiev
O Setor de Direita é um movimento que reúne uma série de organizações radicais nacionalistas na Ucrânia. Em março de 2014, o movimento foi transformado em partido político, mantendo ao mesmo tempo o seu braço armado. O movimento já entrou em confrontos com a polícia em janeiro e fevereiro de 2014 e em abril assaltou edifícios administrativos em Kiev. Depois, o movimento aderiu ao exército ucraniano para esmagar os protestos no leste da Ucrânia.

Em novembro de 2014 a Corte Suprema da Rússia reconheceu o Setor de Direita como uma organização extremista e proibiu sua atividade no território russo. Em janeiro de 2015, na Rússia o grupo foi incluído na lista de organizações proibidas; o líder do movimento Dmitry Yarosh enfrenta igualmente acusações de incitação à atividade terrorista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала