11:22 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Polícia de Erevan será investigada por suspeita de repressão violenta aos protestos contra o aumento das tarifas de eletricidade

    Armênia abre investigação sobre possível violência policial contra manifestantes

    © AFP 2019 / KAREN MINASYAN
    Mundo
    URL curta
    Manifestações na Armênia (9)
    0 11
    Nos siga no

    As autoridades da Armênia lançaram nesta sexta-feira uma investigação criminal para apurar o possível envolvimento de policiais em atos de brutalidade e outras irregularidades durante as manifestações contra o aumento das tarifas de eletricidade nos últimos dias, em Erevan.

    Em conversa com jornalistas, o porta-voz do serviço especial de investigação do país, Mikael Aharonyan, disse que o inquérito terá como foco as suspeitas de abuso de poder, violência policial e obstrução da imprensa. E, se for comprovada a existência de crimes, os responsáveis poderão receber penas de até seis anos de prisão. 

    Manifestantes em Erevan, Armênia
    © REUTERS / Hrant Khachatryan

    Os protestos na capital da Armênia, no final do mês passado, tiveram início após a Comissão Estatal de Regulação de Serviços Públicos anunciar um reajuste de 16% nas tarifas de eletricidade no país a partir do primeiro dia de agosto. As manifestações, que se estenderam por alguns dias, ganharam contornos violentos, levantando suspeitas sobre a possível participação de sabotadores entre os manifestantes. Centenas de pessoas foram detidas. 

    Após algumas tentativas de negociação e um pedido do presidente Serj Sargsyan, a maior parte dos manifestantes decidiu pôr fim ao ato na última terça-feira, prometendo criar um grupo de peritos para elaborar um plano de exigências e avançar com propostas concretas. 


    Tema:
    Manifestações na Armênia (9)

    Mais:

    Manifestante é preso por incitar ação armada contra aumento de tarifas na Armênia
    Manifestantes na Armênia apresentam três demandas para governo
    Especialista armênio-brasileiro admite interferência externa em protestos na Armênia
    Deputado russo diz que relações entre Moscou e Yerevan atingem novo patamar
    Tags:
    violência policial, protestos, manifestação, Serj Sargsyan, Mikael Aharonyan, Erevan, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar