00:14 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Ramadi sob ataque do Estado Islâmico em 15 de maio de 2015

    Estado Islâmico matou mais de 500 no Iraque neste fim de semana

    © REUTERS/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    0 61027

    O Estado Islâmico tomou uma importante região da cidade iraquiana de Ramadi e executou 503 civis nos últimos dois dias, de acordo com o Vice-Presidente do Conselho Provincial Anbar Faleh Issawi, divulgou a agência de notícias local Erem News neste domingo (17).

    Ele afirmou que a metade dos mortos era de mulheres e crianças e também disse que as forças governamentais estão tentando recuperar o controle sobre a cidade, incluindo os edifícios oficiais no centro de Ramadi.

    Uma coalizão anti-Estado Islâmico liderada pelos EUA tem ajudado as tropas do governo do Iraque, atacando as posições dos militantes e facilitando o caminho para o exército, acrescentou Issawi.

    Neste domingo, diversas explosões provocadas por carros-bombas tiveram como alvo instalações oficiais no distrito de Mallab, no sul de Ramadi. Ao todo 15 pessoas morreram, incluindo o chefe da delegacia distrital de polícia, Coronel Muthana al-Jabri.

    O Estado islâmico é um grupo jihadista sunita que em 2014 conquistou vastos territórios no Iraque e na Síria, proclamando um califado nas terras que passou a controlar. Os extremistas ganharam fama por seus métodos brutais, incluindo execuções em massa. A coalizão liderada pelos EUA vem realizando ataques aéreos contra militantes do Estado Islâmico no Iraque e Síria por mais de meio ano.

    Tags:
    bombardeios, execuções, carro bomba, ataque aéreo, mortes, ataque, Estado Islâmico, Ramadi, Iraque, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik