09:46 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela.

    Nicolás Maduro promete a cadeia para os “sabotadores” da Venezuela

    © REUTERS/ Carlos Garcia Rawlins
    Mundo
    URL curta
    0 22142

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez nesta quarta-feira (14), em Caracas, um duro discurso em cadeia de rádio e televisão contra empresários do país acusados pelo chefe de Estado de sabotadores e que estariam por trás dos problemas de abastecimento do país.

    Maduro prometeu “radicalizar a Revolução Bolivariana” e mão de ferro contra os que “apunhalam o povo”. Ele convocou os ministros e pediu o apoio da população contra o que chamou de “sabotagem econômica”. Ele disse que acabaram-se os sorrisos para os empresários que, em reuniões com o governo, “fazem cara de cordeiros e se vão como lobos, hienas”.

    “Convoquem, investiguem, verifiquem as contas, vão aos armazéns e, se for necessário, vamos detê-los e entregá-los ao Ministério Público, porque estou seguro que estão por trás de um plano para sabotar o povo", destacou o chefe de Estado venezuelano. Maduro disse ainda que não lhe interessa os sobrenomes dos “sabotadores”, em uma referência a pessoas de importância no país.

    A promessa de prisão para estes empresários também foi feita por Maduro em seu pronunciamento por ocasião do Dia da Milícia Bolivariana. “Quem não puder que se retire, quem não puder sustentar a sua atividade econômica que se vá, mas quem for encontrado sabotando (vai) para a cadeia.”

    A Venezuela vem enfrentando sérios problemas de abastecimento. O povo necessita ficar em longas filas para conseguir comprar produtos de primeira necessidade.

    Tags:
    sabotagem, cadeia, abastecimento, problemas, desabastecimento, empresários, discurso, prisão, Nicolás Maduro, Caracas, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik