16:17 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    2240
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais importantes desta quarta-feira (1°), marcada pelo maior pico já registrado de infectados por coronavírus nos EUA, pelo "ciclone bomba" provocador de estragos e mortes no Sul do Brasil e pela fase final da votação de emendas à Constituição na Rússia.

    'Ciclone bomba' provoca estragos e mortes no Sul do Brasil

    A passagem do ciclone matou ao menos três pessoas em Santa Catarina. Ventos de até 120 km/h derrubaram árvores, destelharam imóveis e causaram muito medo. O mau tempo deve continuar até esta quarta-feira (1º). No Rio Grande do Sul, a tormenta matou uma pessoa e feriu outras três. Já em Curitiba (Paraná), as rajadas de vento derrubam árvores e deixam 193 mil imóveis sem energia. Segundo meteorologistas, já há reflexos da tormenta em SP e no RJ. Veja os vídeos dos estragos

    Chuva intensa atinge a cidade de Porto Alegre (RS), causando estragos em vários pontos da cidade, levando lixos para as ruas e atrapalhando o trânsito, Brasil, 30 de junho de 2020
    © Folhapress / Miguel Noronha/Futura Press
    Chuva intensa atinge a cidade de Porto Alegre (RS), causando estragos em vários pontos da cidade, levando lixos para as ruas e atrapalhando o trânsito, Brasil, 30 de junho de 2020

    Prorrogação do Auxílio Emergencial

    O decreto 10.412 foi publicado na edição desta quarta-feira (1º) do Diário Oficial da União (DOU), e confirmou que o presidente Jair Bolsonaro prorrogou por mais dois meses o Auxílio Emergencial, destinado a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. Na terça (30), o ministro da Economia, Paulo Guedes, antecipou a prorrogação da ajuda do governo. Segundo Guedes, a proposta (ainda não confirmada) é que sejam pagas mais quatro parcelas em dois meses, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil. Leia mais sobre a prorrogação

    Brasil se aproxima de 60 mil mortes por coronavírus

    O Brasil teve mais 1.271 mortes registradas em razão do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de saúde, totalizando 59.656 vítimas até a noite de terça-feira (30). Já os casos confirmados de infectados somam 1.408.485 pessoas. Devido à atual situação pandêmica, o Brasil e outros 14 países (que apresentam índices de infecção pelo coronavírus superiores aos países do bloco europeu) então provisoriamente proibidos de entrar na União Europeia a partir de hoje (1º).

    Membros das Forças Armadas brasileiras carregam suprimentos médicos em um helicóptero militar, em meio à disseminação do coronavírus, em Boa Vista, Roraima, Brasil, 30 de junho de 2020
    © REUTERS / Adriano Machado
    Membros das Forças Armadas brasileiras carregam suprimentos médicos em um helicóptero militar, em meio à disseminação do coronavírus, em Boa Vista, Roraima, Brasil, 30 de junho de 2020

    Casos de coronavírus nos EUA aumentam em 47 mil em 1 dia

    Os novos casos de COVID-19 nos EUA aumentaram mais de 47.000 na terça-feira (30), considerado o maior aumento de um dia desde o início da pandemia, segundo o principal especialista em doenças infecciosas do governo americano, Anthony Fauci, que alertou que esse número logo poderá dobrar. Califórnia, Texas e Arizona surgiram como novos epicentros da pandemia nos EUA, relatando aumentos recordes em casos da COVID-19. Mais de 127,4 mil americanos morreram por coronavírus e milhões perderam o emprego.

    Assessor segura tabela de estatísticas enquanto a senadora norte-americana Maggie Hassan fala sobre os esforços dos EUA para voltar ao trabalho e à escola durante a pandemia, em Washington, EUA, 30 de junho de 2020
    © REUTERS / Al Drago/Pool
    Assessor segura tabela de estatísticas enquanto a senadora norte-americana Maggie Hassan fala sobre os esforços dos EUA para voltar ao trabalho e à escola durante a pandemia, em Washington, EUA, 30 de junho de 2020

    Pompeo denuncia lei de segurança 'draconiana' da China para Hong Kong

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, denunciou nesta quarta-feira (1°) a nova lei de segurança nacional da China para Hong Kong e prometeu defender as liberdades da cidade. "A lei de segurança nacional draconiana do PCC [Partido Comunista da China] acaba com a liberdade de Hong Kong e expõe o maior medo do partido [chinês]: o livre arbítrio e o livre pensamento de seu próprio povo", twittou Pompeo, adicionando que os EUA responderão aos ataques de Pequim.

    Polícia chinesa contém protesto contra lei de segurança para Hong Kong, na China, 1º de julho de 2020
    © REUTERS / Tyrone Siu
    Polícia chinesa contém protesto contra lei de segurança para Hong Kong, na China, 1º de julho de 2020

    Turquia rejeita revenda de S-400 russos para EUA

    Não há motivos legais para a Turquia vender os sistemas de defesa antiaérea S-400 comprados da Rússia, disse o porta-voz do Partido da Justiça e Desenvolvimento, Omer Celik, na noite de terça-feira (30). Celik afirmou que Ancara era o "usuário final" do sistema de defesa e, portanto, não há motivos para o país revendê-lo. Anteriormente, o Senado dos EUA introduziu uma emenda à Lei de Autorização de Defesa Nacional de 2021, que permitiria a Washington comprar sistemas de defesa S-400 fabricados pela Rússia e vendidos para Turquia.

    Fase final da votação de emendas à Constituição na Rússia

    Nesta quarta-feira (1°), começou a etapa final da votação de emendas constitucionais. Hoje é o principal e o último dia em que os russos podem apoiar as mudanças propostas na Lei Básica do país ou se opor a elas. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, salientou ontem (30) a importância de os russos votarem pelo país que querem viver, com as emendas entrando em vigor somente se forem aprovadas pelo povo. "Peço a cada um que diga sua palavra - todo voto é importante", afirmou o líder russo.

    Mais:

    Governo prorroga auxílio emergencial por mais 2 meses, mas divide pagamento em 4 parcelas
    'Ciclone-bomba' provoca pelo menos 3 mortes em Santa Catarina (VÍDEOS)
    Brasil tem 1.280 mortes por COVID-19 em 24 horas e total de óbitos sobe para 59.594, diz ministério
    Justiça derruba decisão que determinou uso de máscara por Bolsonaro
    Tags:
    Santa Catarina, Rússia, votação, ciclone, COVID-19, pandemia, EUA, China, Hong Kong, S-400, novo coronavírus, Brasil, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar