04:11 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    • Na terça-feira (13), membros de uma comunidade cubana exilada em North Bergen, Nova Jersey, nos EUA, reagiram aos relatos de protestos em Cuba contra a deterioração da economia do país.
    • Viaturas policias e veículos civis foram vistos capotados na rua durante a manifestação contra o presidente cubano Miguel Diaz-Canel em Havana, no domingo (11)
    • O fotógrafo da AP, o espanhol Ramon Espinosa, é visto com ferimentos no rosto enquanto cobria uma manifestação contra o presidente cubano Miguel Diaz-Canel, em Havana, no domingo (11). Milhares de cidadãos que participaram dos raros protestos contra o governo comunista, marchavam pela cidade gritando Abaixo a ditadura e Queremos a liberdade
    • Um homem foi preso durante a manifestação contra o governo do presidente cubano Miguel Diaz-Canel em Havana, no domingo (11)
    • O embaixador cubano Pedro Nunez Mosquera falou apoio ao governo do presidente cubano Miguel Diaz-Canel em frente à Embaixada de Cuba, na Cidade do México, na segunda-feira (12). Cuba culpou a política de sufocação econômica dos EUA pelo comportamento antigovernamental dos protestos, enquanto o presidente Joe Biden apoiou os apelos para acabar com décadas de repressão na ilha comunista
    • A imagem mostra outro homem sendo preso durante a manifestação contra o governo de Miguel Diaz-Canel, em Havana, no domingo (11)
    • Uma manifestante segura a bandeira cubana enquanto protestava em frente à Casa Branca, em Washington, nos EUA, na segunda-feira (12)
    • No domingo (11), pessoas se reuniram perto de um restaurante cubano no bairro de Little Havana, em Miami, na Flórida, em apoio aos protestos em Cuba
    • Manifestantes contra o governo cubano são confrontados por membros do Proud Boys, incluindo o líder Henry Enrique Tarrio, durante um protesto em Miami no domingo (11). As manifestações começaram espontaneamente enquanto o país enfrenta sua pior crise econômica em 30 anos
    • Apoiadores do governo caminham durante protestos contra e em apoio ao governo, em meio ao surto da COVID-19, em Havana, no domingo (11)
    • Um homem grita enquanto pessoas bloqueiam a via expressa Palmetto durante a manifestação em apoio aos cubanos, em Miami, na terça-feira (13). Uma pessoa morreu e mais de 100, incluindo jornalistas independentes e dissidentes, foram presas após o ato inédito em Cuba
    • Veículos da polícia de Tampa, na Flórida, são bloqueados por manifestantes em uma estrada durante protesto contra o governo cubano, na terça-feira (13)
    • Policiais imobilizam uma pessoa durante os protestos contra e em apoio ao governo, em Havana, no domingo (11)
    • Membros de uma comunidade cubana exilada em North Bergen, New Jersey, nos EUA, marcham em reação aos relatos de protestos contra o governo de Cuba, na terça-feira (13)
    © REUTERS / Eduardo Munoz
    Na terça-feira (13), membros de uma comunidade cubana exilada em North Bergen, Nova Jersey, nos EUA, reagiram aos relatos de protestos em Cuba contra a deterioração da economia do país.

    Protestos antigovernamentais que começaram no domingo (11) foram desencadeados pelo descontentamento da população que aponta falta de liberdade e degradação da situação econômica do país.

    Na terça-feira (13), Cuba limitou o acesso às redes sociais e a plataformas de mensagens incluindo o Facebook e WhatsApp, durante os maiores protestos contra o governo já vistos na ilha em décadas.

    Até o momento, um homem de 36 anos morreu em Havana durante os protestos, enquanto várias pessoas foram detidas e feridas, de acordo com o Granma, jornal oficial do Partido Comunista Cubano.

    Nesta quarta-feira (14), o porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que os protestos em Cuba são significativos e podem afetar a política norte-americana em relação ao país.

    Mais:

    Primeira da América Latina: Cuba autoriza uso emergencial para vacina local contra COVID-19
    Presidente de Cuba declara que alguns dos manifestantes no país são financiados pelos Estados Unidos
    Bolsonaro critica Cuba e diz que na Venezuela 'não há mais cães e gatos, comeram tudo'
    Tags:
    insatisfação, manifestação, América Latina, maior, protestos, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais fotos