20:38 25 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    4201
    Nos siga no

    A aviação da OTAN "matava uma criança por dia" nos bombardeios da Iugoslávia em 1999, mas ninguém até hoje foi chamado a prestar contas, afirmou o presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, no 22º aniversário do início dos bombardeios.

    A cerimônia comemorativa aconteceu nesta quarta-feira (24) na capital da Sérvia, Belgrado, com participação da liderança da Sérvia, da República Sérvia da Bósnia e Herzegovina, bem como de representantes dos sérvios do Montenegro, Croácia e da Igreja Ortodoxa Sérvia.

    "Eles matavam uma criança por dia nos bombardeios e muito mais. Esse é o número mais duro, aflitivo e doloroso da agressão da OTAN de 1999. Mortos [...] sem qualquer culpa [...], pecado, sem direito à defesa, sem direito à justiça e à vida. Nunca ninguém foi responsabilizado por este crime", apontou Vucic durante a transmissão na televisão nacional.

    "Ninguém prestou contas pelos 2.500 mortos civis, bem como militares e policiais, que foram culpados apenas de se protegerem a si próprios e seus lares. Ninguém respondeu por mais de 6.000 feridos. Mesmo agora, 22 anos após a agressão, não há desculpa, razão e sentido que a explique", disse Vucic, listando os nomes e idades das crianças e adolescentes que morreram.

    Em 1999, o confronto armado entre os albaneses do Exército de Libertação do Kosovo e o Exército e Polícia da Sérvia levou ao bombardeio da República Federal da Iugoslávia pela OTAN. A operação militar não foi sancionada pelo Conselho da Segurança da ONU e se baseou em alegações dos países europeus de que as autoridades da Iugoslávia estariam supostamente efetuando uma limpeza étnica no Kosovo e provocando uma crise humanitária. Os ataques aéreos foram perpetrados de 24 de março de 1999 a 10 de junho de 1999.

    Segundo avaliações das autoridades sérvias, durante o bombardeio morreram cerca de 2.500 pessoas, incluindo 89 crianças. Ao todo, 12.500 pessoas ficaram feridas. As perdas materiais, segundo diferentes dados, são avaliadas entre US$ 30 bilhões e 100 bilhões (R$ 160 bilhões e 535,8 bilhões).

    Mais:

    Sérvia compra 2 milhões de doses da vacina Sputnik V contra COVID-19
    Sérvia está prestes a concluir 1ª fase da imunização com vacinas Pfizer e Sputnik V
    Sérvia nunca se juntará à OTAN, cujas bombas mataram milhares de pessoas, diz ministro
    Tags:
    bombardeios, bombardeio da OTAN de 1999, Aleksandar Vucic, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar