11:06 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    0 01
    Nos siga no

    Após o número de casos aumentar 27% na capital sueca entre 19 e 22 de fevereiro, Estocolmo começou a solicitar o uso de máscaras em espaços públicos fechados, o mesmo acontecendo em regiões do país.

    Estocolmo, tal como muitas regiões da Suécia, está recomendando o uso de máscaras em certos espaços fechados, eliminando as dúvidas sobre seu uso, relatam as autoridades da província de Estocolmo.

    A administração local passou a recomendar o uso de máscaras no transporte público a toda a hora, e não só nas horas do rush, o mesmo sendo aplicado a lojas e escritórios. Além disso, foi pedido que só fossem realizadas viagens necessárias. As orientações devem vigorar até pelo menos 22 de março.

    "Precisamos aumentar muito o uso de máscaras. No entanto, as máscaras descartáveis são apenas um complemento, e o mais importante é manter sua distância", sublinhou Maria Rotzen Ostlund, diretora de controle de infecções, citada pela agência Bloomberg.

    Na última semana, o número de novos casos de coronavírus aumentou 27% na capital sueca. Entre 19 e 22 de fevereiro foram relatadas 2.316 novas infecções e 11 mortes pela COVID-19 em Estocolmo.

    Outras regiões da Suécia também passaram a aconselhar mais o uso da máscara fora de casa, segundo a agência. O país nórdico, ao contrário da maioria dos Estados europeus, tem se limitado mais a pedir à população que reduza o contato social, em vez de impor lockdowns obrigatórios.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    'Isso não é bom': regiões suecas cessam uso da vacina Oxford/AstraZeneca devido a efeitos colaterais
    Entrega do Prêmio Nobel começa nesta 2ª feira fora da Suécia e da Noruega por causa da COVID-19
    Imunidade de rebanho seria miragem, opinam cientistas ao ver anticorpos desaparecendo em pacientes
    Tags:
    Bloomberg, Estocolmo, COVID-19, Suécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar