12:26 15 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3516
    Nos siga no

    Serviço de inteligência e segurança dos Países Baixos acusou pelo menos dois diplomatas de atividades de espionagem no território de seu país, informou mídia.

    Segundo o canal de TV NOS, os diplomatas foram declarados persona non grata e deverão deixar os Países Baixos.

    "De acordo com dados do AIVD [Serviço Geral de Inteligência e Segurança dos Países Baixos], eles [diplomatas] são oficiais do SVR [Serviço de Inteligência Externo]. Eles trabalhavam sob a cobertura de diplomatas credenciados na embaixada russa em Haia", comunicou o canal.

    Os Países Baixos suspeitavam que os diplomatas se ocupavam da busca de informações na área de tecnologias de ponta.

    Reação russa

    Por sua vez, o presidente da Comissão de Defesa da Soberania do Estado do Conselho da Federação da Rússia, Andrei Klimov, disse à Sputnik que seu país reagirá caso a informação anunciada pelo canal de TV se confirme.

    "Tais jogos com a Rússia acabam sempre da mesma forma – com uma resposta equivalente", afirmou Klimov.

    Mais tarde a embaixada russa confirmou que recebeu uma nota do Ministério das Relações Exteriores dos Países Baixos sobre as acusações anunciadas a seus diplomatas.

    Ainda segundo Klimov, a prática da reciprocidade é presente na tradição diplomática russa.

    "Nós sempre reagimos reciprocamente a semelhantes ações. Essa regra sempre funcionou como um relógio", acrescentou.

    Ainda em agosto passado, a Rússia convocou a representante diplomática dos Países Baixos em Moscou, Dominique Kuhling-Bakker, após um aparelho de rastreamento ter sido encontrado em um veículo do assessor do adido militar da Rússia no país europeu.

    Mais:

    Enigmática cova coletiva com 20 esqueletos medievais é descoberta nos Países Baixos (FOTOS)
    Crise diplomática: Sérvia e Montenegro expulsam embaixadores um do outro
    Trudeau diz que Canadá não se curvará à "diplomacia coercitiva" da China
    Tags:
    espionagem, diplomacia, Rússia, Países Baixos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar