22:52 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    140
    Nos siga no

    O presidente da França, Emmanuel Macron, disse em comunicado em sua página no Facebook que as imagens de um homem negro sendo espancado pela polícia de Paris eram "vergonhosas" para o país.

    Macron também fez uma postagem no Twitter, e disse que pediu ao governo que apresentasse propostas para restaurar a confiança do público na polícia e lutar contra todas as formas de discriminação.

    ​As imagens que todos vimos do ataque a Michel Zecler são inaceitáveis. Elas nos envergonham. A França nunca deve se render à violência ou à brutalidade, venha de onde vier. A França nunca deve permitir que o ódio ou o racismo prosperem.

    Quatro policiais foram suspensos de suas funções nesta quinta-feira (26), depois da divulgação de um vídeo nas redes sociais que mostra pelo menos três deles espancando o produtor musical negro Michel Zecler no último sábado (21), quando ele chegava em um estúdio de gravação no 17° distrito de Paris, segundo noticiou o portal RFI.

    Agente da Polícia Nacional da França (arquivo)
    © Sputnik / Oxana Bobrovitch
    Agente da Polícia Nacional da França (arquivo)

    Três agentes alegaram que intervieram porque o produtor estava na rua sem máscara. Eles disseram que "foram arrastados" pela vítima para dentro do prédio. Um quarto policial, que chegou de reforço para "ajudar os colegas", é suspeito de ter jogado uma bomba de gás lacrimogêneo no estúdio de música.

    Mais:

    Macron acusa Rússia e Turquia de alimentarem sentimento antifrancês na África
    Macron apela para que países pobres recebam primeiro a vacina contra COVID-19
    Macron diz que França superou 2ª onda do coronavírus e poderá flexibilizar lockdown
    Tags:
    governo, Emmanuel Macron, sociedade, Prisão, discriminação racial, Polícia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar