22:15 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)
    0 40
    Nos siga no

    Uma importante autoridade de saúde da Alemanha está pedindo às pessoas que sejam mais responsáveis, pois uma forte subida em novos casos de COVID-19 já causa "sérias preocupações".

    O número de novos casos quase dobrou nesta terça-feira (28) em comparação às 24 horas anteriores. O presidente do Instituto Robert Koch da Alemanha (RKI), Lothar Wieler, está preocupado com o aumento dos casos de COVID-19 no país, culpando a população por perder a disciplina quando se trata de distanciamento social e outras medidas de proteção.

    "Na Alemanha, cabe a nós [definir] como a pandemia se desenvolve", admitiu Wieler. Ele acredita que o comportamento cada vez mais relaxado das pessoas em casa, ao ar livre e no trabalho contribuiu para a última alta dos casos.

    "O aumento tem a ver com o fato de termos nos tornado negligentes", acrescentou.

    Wieler pediu às pessoas que usem máscaras, mesmo ao ar livre, se não conseguirem manter uma distância social de 1,5 metros. Como parte dos esforços anti-COVID, o ministro da Saúde da Alemanha anunciou na segunda-feira (27) planos para tornar obrigatórios os testes do novo coronavírus para pessoas que retornam de áreas de alto risco.

    Em Berlim, manifestantes participam de protesto antirracista usando correntes para manter o distanciamento social devido à pandemia da COVID-19, em 13 de junho de 2020.
    © AP Photo / Markus Schreiber
    Em Berlim, manifestantes participam de protesto antirracista usando "correntes" para manter o distanciamento social devido à pandemia da COVID-19, em 13 de junho de 2020.

    Até agora, a Alemanha registrou 206.242 casos e 9.122 mortes, o que é menor do que muitos outros países europeus. Mas o recente aumento está causando preocupações.

    Nesta terça-feira (28), 633 novas infecções foram registradas, em comparação com as 340 de segunda-feira (27). Nas semanas anteriores, a tendência era geralmente plana, com o número pairando em torno de 500 casos por dia, às vezes até menos. Mais de 60% dos novos casos foram registrados no norte da Renânia-Vestfália, Baviera e Bade-Vurtemberga.

    Na semana passada, uma onda de casos do novo coronavírus foi relatada na Espanha. Nesta terça-feira (28), o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha aconselhou os turistas a não viajarem para as três regiões mais afetadas do país.

    Tema:
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)

    Mais:

    Flexibilizando isolamento, Argentina tem maior aumento de casos da COVID-19 desde início da epidemia
    COVID-19: desrespeito ao isolamento no Brasil é 'histórico' e 'patológico', revela psicanalista
    Com vacina, COVID-19 corre risco de ser 'doença dos pobres', diz representante da Cruz Vermelha
    Tags:
    máscara, pandemia, saúde, novo coronavírus, COVID-19, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar