13:57 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    2103
    Nos siga no

    O ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, criticou neste sábado (30) a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de retirar os Estados Unidos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

    O ministro alemão também defendeu que a União Europeia deve liderar a reforma da OMS. 

    Na sexta-feira (29), Trump anunciou durante uma coletiva de imprensa que Washington estava encerrando seu relacionamento com a OMS e redirecionando fundos para outras necessidades globais de saúde. O presidente lamentou que a China contribua com uma pequena quantia de dinheiro para a OMS em comparação com os Estados Unidos e afirmou que Pequim controla a organização. 

    "Essa é uma reação decepcionante para a Saúde Internacional. Para que a OMS possa fazer alguma diferença no futuro, ela precisa de reformas. E a União Europeia deve assumir um papel de liderança e se envolver mais financeiramente. Essa é uma das nossas prioridades", disse Spahn.

    Trump costuma dizer que a OMS favorece a China e que o organismo internacional falhou em responder imediatamente ao coronavírus. A OMS, por sua vez, rejeita as acusações de Trump. 

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    União Europeia pede que EUA reconsiderem decisão de sair da OMS
    Economia dos EUA está em queda livre e crise é inevitável, advertem especialistas
    Exército dos EUA testa capacidade de defesa contra bombardeiros em exercícios no Atlântico (FOTOS)
    Foguete da SpaceX é lançado na Flórida em 1ª missão tripulada a partir dos EUA em 9 anos (VÍDEO)
    Protestos nos EUA: polícia cerca Casa Branca para impedir acesso de manifestantes
    Tags:
    OMS, EUA, Alemanha, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar