23:22 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    447
    Nos siga no

    A chanceler alemã Angela Merkel afirmou em sua mensagem de Ano Novo que está lutando contra as mudanças climáticas com todas as suas forças para permitir que as gerações futuras vivam em paz e prosperidade.

    "O aquecimento global é real. É ameaçador", disse Merkel no discurso gravado para ser exibido nesta terça-feira à noite. O aumento da temperatura mundial e os problemas criados pelo aquecimento global são todos causados pelo homem, acrescentou Merkel.

    "Portanto, temos que fazer todo o humanamente possível para superar esse desafio humano. Ainda é possível", prosseguiu Merkel.

    "Aos 65 anos, estou em uma idade em que pessoalmente não sentirei mais todas as consequências das mudanças climáticas que ocorrerão se os políticos não agirem", alertou a chanceler.

    "Serão nossos filhos e netos que viverão com as consequências do que fazemos ou nos absteremos de fazer hoje. É por isso que uso toda a minha força para garantir que a Alemanha faça sua contribuição - ecológica, econômica e social - para colocar a mudança de clima sob controle", sentenciou.

    Merkel pediu aos alemães que pensem fora da caixa para lidar com os desafios decorrentes do aquecimento global.

    "Para fazer isso, precisamos mais do que nunca a coragem de pensar de uma nova maneira, a força para deixar caminhos familiares, a vontade de experimentar coisas novas e a determinação de agir mais rápido, convencidos de que o incomum pode ter sucesso - e deve ter sucesso para a geração dos jovens de hoje e seus descendentes ainda possam viver bem nesta Terra", concluiu Merkel.

    Mais:

    Guerra comercial entre China e EUA traz 'instabilidade' para economia global, diz Merkel
    Merkel defende Europa unida em celebração de 30 anos da queda do Muro de Berlim
    Erdogan e Merkel discutem Síria e Líbia em ligação telefônica
    Tags:
    natureza, diplomacia, combustíveis fósseis, aquecimento global, meio-ambiente, mudança climática, Angela Merkel, Ano Novo, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar