08:32 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Turistas e logo da União Europeia em Bruxelas, Bélgica

    Marielle e Cacique Raoni são finalistas de prêmio de direitos humanos da União Europeia

    © Sputnik / Alexey Vitvitsky
    Europa
    URL curta
    11116
    Nos siga no

    Três brasileiros, um estudioso uigur preso na China desde 2014 e um grupo de estudantes do Quênia foram nomeados nesta terça-feira (8) finalistas do principal prêmio europeu de direitos humanos.

    Os brasileiros são a vereadora Marielle Franco, o Cacique Raoni Metuktire e a ambientalista Claudelice Silva dos Santos.

    O Parlamento Europeu também nomeou Ilham Tohti, que cumpre uma sentença de prisão perpétua por acusações de separatismo por defender os direitos dos uigures, uma minoria muçulmana na regiãio Xinjiang, na China

    Completam a lista de indicados cinco estudantes do Quênia — Stacy Owino, Cynthia Otieno, Purity Achieng, Mascrine Atieno e Ivy Akinyi — que se autodenominam Restauradores. O grupo criou um aplicativo para ajudar meninas a resistir à mutilação genital. 

    O Prêmio Sakharov foi criado em 1988 pelo Parlamento Europeu e distribui anualmente €50 mil (cerca de R$ 220 mil) a indivíduos ou organizações que deram "uma importante contribuição à luta pelos direitos humanos ou pela democracia".

    Mais:

    Ao deixar cargo, Dodge pede federalização do caso Marielle
    Caso Marielle: pescador diz que viu homem jogar armas no mar da Barra
    Justiça autoriza contratação de empresa para desbloquear celulares de suspeitos de matar Marielle
    Membros da família de suposto assassino de Marielle Franco são presos no Rio
    Tags:
    prêmio, União Europeia, Marielle Franco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar