07:37 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Operação de resgate da SOS Méditerranée a bordo do navio Aquarius (arquivo)

    SOS Méditerranée retoma operações de resgate

    © REUTERS / Kenny Karpov/ SOS Mediteranee
    Europa
    URL curta
    202
    Nos siga no

    A organização humanitária SOS Méditerranée retomou suas atividades de busca e resgate de migrantes em perigo no mar Mediterrâneo sete meses depois de interromper suas operações.

    Em nota divulgada neste domingo, o grupo anunciou que voltou ao mar na última quinta-feira com um novo navio, o Ocean Viking, que substitui o antigo Aquarius. As missões, apoiadas pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF), se concentrarão em águas internacionais ao norte da Líbia

    ​"Como as pessoas ainda estão fugindo da Líbia por uma das travessias marítimas mais perigosas do mundo, e com quase nenhum recurso de resgate disponível no Mediterrâneo central, tem sido imperativo que tanto a SOS Méditerranée quanto a MSF voltem ao mar após o final de suas operações com o Aquarius em dezembro de 2018. 426 pessoas, de que estamos cientes, morreram desde o início do ano no Mediterrâneo central em uma tentativa de escapar do crescente conflito na Líbia e das condições deploráveis dos centros de detenção da Líbia", diz o comunicado.

    O Ocean Viking irá operar com uma tripulação de 31 pessoas, sendo 13 membros de equipes de busca e salvamento da SOS Méditerranée, 9 funcionários da MSF e 9 tripulantes de embarcações marítimas.

    Mais:

    Aquecimento global afoga história: 10 pérolas do Mediterrâneo que poderão desaparecer
    2º maior tubarão do mundo é filmado nas águas do Mediterrâneo (VÍDEO)
    Tags:
    Médicos Sem Fronteiras, Aquarius, migrantes, MSF, SOS Méditerranée, Mediterrâneo, Europa, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar