19:56 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Veículo blindado de combate BMP-2

    'Em condições de guerra a confiabilidade do material soviético importa mais que Wi-Fi'

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Europa
    URL curta
    3120

    A República Tcheca anunciou um concurso para compra de 210 veículos blindados de transporte no valor de 2 bilhões de euros, o que causou muita perplexidade entre os especialistas militares deste país da Europa Central, que confiam mais no material soviético.

    Esta é apenas uma das aquisições que o governo tcheco planeja fazer com intenção de modernizar seu Exército, mas é talvez uma das que atraíram mais atenção.

    Assim, o ex-coronel e presidente da sociedade Reservistas Tchecos pela Paz, Ivan Kratochvil, comentou em entrevista à Sputnik República Tcheca que durante os últimos 30 anos todos os governos tomaram medidas que tiveram efeitos negativos sobre o Exército do país.

    "Eles reduziram o número de efetivos e de material militar, a propriedade imobiliária militar era vendida praticamente grátis. Sem dúvida alguma, certas pessoas enriqueceram com isso", conta o ex-militar.

    Por isso, a modernização do Exército nos prazos anunciados pelo chefe do Estado-Maior da República Tcheca, Ales Opata, será extremamente cara e complicada, explica Kratochvil.

    Uma das opções para reduzir os custos da modernização seria atualizar os veículos soviéticos em vez de adquirir algo novo.

    "Em geral, as máquinas de combate soviéticas, não só os veículos BMP-2, sempre tiveram boa reputação. Durante um combate, você percebe logo depois que a estabilidade e confiabilidade do veículo é muito mais importante que a poupança no combustível, o ar condicionado, o GPS ou o Wi-Fi," disse o entervistado.

    O ex-coronel explica que ele mesmo ficou várias vezes surpreendido pela negativa, quando veículos blindados modernos comprados pelo país falhavam em condições duras, mas as máquinas soviéticas seguiam em frente.

    Na opinião de Kratochvil, o chefe do Estado-Maior se orienta pela ideia que os veículos blindados soviéticos são máquinas de "batalhas passadas" e que fazem falta blindados de transporte mais modernos.

    De acordo com o ex-coronel, essa estratégia é válida apenas em curto prazo, mas a longo prazo "aumenta a dependência dos EUA e da Alemanha".

    "Obviamente, a posição do Trump é no mínimo hipócrita. Cada país deve entender que a sua própria população deve proporcionar a segurança dos cidadãos para uma vida tranquila", comentou.

    O objetivo do presidente americano é que todos os gastos se destinem ao apoio dos militares estadunidenses no território europeu. Para que aqui se sintam confortavelmente e tenham liberdade de movimento, concluiu o especialista.

    Mais:

    Mídia revela 'armas mais poderosas' da OTAN
    Revista simula guerra entre Rússia e OTAN na Europa
    Tags:
    Exército, militares, soviéticas, máquinas, República Tcheca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar