22:57 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Boeing 737 MAX (foto de arquivo)

    Boeing 737 MAX que voava a Tel Aviv está regressando a Estocolmo por questão de segurança

    © AFP 2019 / Jason Redmond
    Europa
    URL curta
    371

    Um avião Boeing 737 MAX 8 da empresa aérea Norwegian, rumo a Tel Aviv, deu meia-volta e está regressando a Estocolmo, comunicou a edição Aftonbladet.

    De acordo com as informações publicadas no site da empresa operadora do aeroporto Swedavia, a aeronave deve aterrissar às 17h00 GMT (às 13h00 em Brasília).

    Por enquanto, o motivo da ocorrência continua desconhecido.

    Posteriormente, a acessoria da Norwegian informou à Sputnik que a companhia resolveu manter em terra todos os aviões do modelo Boeing 737 MAX com base em um conselho de segurança europeu emitido após a queda do avião na Etiópia.

    "Nós tomamos a decisão de manter no solo todos os 737 MAX com base no recente conselho de segurança europeu. Então, a aeronave [que seguia rumo a Tel Aviv] está regressando para onde ela decolou", afirmou.

    Anteriormente, na sequência da catástrofe aérea que ocorreu na Etiópia em 10 de março, que virou o segundo acidente aéreo em 5 meses envolvendo um modelo Boeing 737 MAX, vários países anunciaram sobre a suspensão dos voos do modelo e de suas modificações.

    Em particular, o Departamento da Aviação Civil do Reino Unido e várias companhias aéreas africanas e centro-americanas suspenderam voos do Boeing 737 MAX, além das autoridades da China, Indonésia, Vietnã, Singapura, Omã, Malásia e Austrália.

    O Departamento de Aviação Civil da Índia endureceu as exigências para os pilotos do Boeing 737 MAX. A União Europeia também pretende tomar uma decisão quando à continuação do uso do avião.

    Na manhã do dia 10 de março, um avião Boeing 737 MAX 8 da companhia aérea Ethiopian Airlines, com 157 pessoas a bordo, se acidentou logo depois de decolar com destino ao Quênia. Entre as vítimas há representantes de 35 países.

    Em 29 de outubro de 2018, um Boeing 737 MAX 8 da companhia indonésia Lion Air caiu no mar de Java 13 minutos depois de decolar de Jacarta para Pangkai Pinang com 189 pessoas a bordo, ninguém sobreviveu.

    Segundo a Boeing, 350 aeronaves do modelo são operadas por cerca de 50 empresas no mundo.

    Mais:

    China ordena que aviões como o que caiu na Etiópia fiquem em solo
    Avião que caiu na Etiópia levava 19 funcionários da ONU
    Tags:
    aeronave, avião, segurança, Boeing 737, Tel Aviv, Estocolmo, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar