01:51 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Ponto de controle Armyansk, na fronteira entre a Ucrânia e a Rússia, na península da Crimeia (foto de arquivo)

    Kiev proíbe estrangeiros de atravessarem fronteira com a Crimeia

    © Sputnik / Andrei Iglov
    Europa
    URL curta
    4213

    A partir de 29 de novembro, a fronteira entre a Ucrânia e a Crimeia só pode ser atravessada por pessoas com documentos ucranianos, informou o vice-presidente do Serviço de Guarda de Fronteiras do Estado da Ucrânia, Vasily Servatyuk.

     Entretanto, essas medidas não afetarão os cidadãos ucranianos, que podem viajar à Crimeia sem restrições, indicou.

    "Eles [cidadãos] podem, como antes, atravessar a fronteira nacional sem quaisquer obstáculos, bem como os postos de controle de entrada e saída na fronteira com a República Autônoma da Crimeia [nome que tinha a entidade política quando fazia parte da Ucrânia] e a linha de delimitação na área da operação das forças unificadas", destacou.

    Ademais, ele adicionou que todas as unidades do Serviço de Guarda de Fronteiras da Ucrânia estão em estado de completa prontidão de combate.

    De acordo com o alto responsável oficial, o Serviço está tomando todas as medidas necessárias para reforçar as fronteiras e seu regime: são envolvidos destacamentos adicionais, inclusive da guarda fronteiriça, são usados ao máximo os sistemas de iluminação e foi reforçado o controle nos postos de entrada e saída.

    "Em prontidão de combate estão as reservas operacionais, a Guarda Marítima e aviação do Serviço de Guarda de Fronteiras do Estado da Ucrânia", resumiu.

    Em 26 de novembro, a Suprema Rada (parlamento da Ucrânia) aprovou o decreto presidencial que autoriza a introdução da lei marcial por 30 dias em algumas regiões do país.

    Tal medida foi tomada após três navios ucranianos — Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu — terem atravessado a fronteira russa e violado assim o direito internacional, tendo sido posteriormente detidos junto com seus 24 tripulantes pela guarda fronteiriça russa.

    Mais:

    Almirante britânico propõe enviar destróier à Ucrânia para enfrentar a Rússia
    4ª divisão dos sistemas S-400 entra em serviço na fronteira entre Rússia e Ucrânia (VÍDEO)
    Forças Armadas da Ucrânia anunciam exercícios de tiro contra alvos terrestres e marítimos
    Tags:
    estrangeiros, fronteira, defesa, posto de controle, lei marcial, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik