Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Após imposição da lei marcial, Ucrânia inicia reparação de aviões militares

© Sputnik / Iliia PitalevIl-76 é um avião pesado militar de transporte de tropas de paraquedas, equipamentos e outros. A última versão leva o nome Il-76MD-M.
Il-76 é um avião pesado militar de transporte de tropas de paraquedas, equipamentos e outros. A última versão leva o nome Il-76MD-M. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Kiev começou a preparação de aviões de combate no âmbito da imposição da lei marcial em uma série de regiões do país, comunicou o chefe da Polícia Popular da autoproclamada República de Lugansk, Yakov Osadchy.

"Segundo nossos dados, a fábrica de reparos de aeronaves Nikolaevsky, que faz parte do consórcio Ukroboronprom, desde 24 de novembro, mudou para o modo de operação em tempo de guerra", indicou.

De acordo com as informações divulgadas pelo chefe de polícia da república, a partir de 26 de novembro, todos os funcionários da fábrica, ou seja, cerca de 500 pessoas, trabalham diariamente, sem sair da empresa.

"A direção organizou os turnos para restaurar os aviões Il-76 e Il-78 e para realizar a reparação média dos caças Su-24", declarou, citando os dados em disposição da Polícia Popular de Lugansk.

Ao mesmo tempo, ele sublinhou que uma série de fábricas da indústria militar já começou os trabalhos no regime da lei marcial.

O Il-76 é um avião de transporte militar pesado, enquanto o Il-78 é um avião militar de reabastecimento, e o Su-24 é um caça-bombardeiro tático.

Sistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea do Distrito Militar do Sul que foi colocado em serviço em Teodósia, na Crimeia - Sputnik Brasil
Crimeia está protegida de ataques aéreos de todas as direções, diz general russo
O parlamento da Ucrânia, a chamada Suprema Rada, aprovou na segunda-feira (26) o decreto do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko autorizando a introdução da lei marcial por 30 dias.

A medida foi tomada após três navios ucranianos, Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu, terem violado a fronteira russa e posteriormente terem sido detidos junto com 24 tripulantes pela guarda fronteiriça russa. Um tribunal russo ordenou a detenção de 15 tripulantes na terça-feira (27).

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала