04:03 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Kremlin, Moscou

    Kremlin: apelos de Kiev para OTAN enviar navios ao mar de Azov são parte de provocação

    © Sputnik / Grigoriy Sisoev
    Europa
    URL curta
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    8181

    Os apelos do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko para que a OTAN envie navios à zona do incidente no estreito de Kerch são parte de uma provocação antes das eleições presidenciais na Ucrânia, afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

    O Kremlin avaliou de forma negativa os apelos de Poroshenko, qualificando-os como parte da linha provocadora.

    "Isto visa, sem dúvidas, aumentar as tensões e continuar a linha de provocação, que se explica pelos interesses políticos internos do presidente Poroshenko nas vésperas das eleições", declarou Peskov.

    O porta-voz não comentou a possível resposta da Rússia caso a OTAN envie seus navios ao mar de Azov.

    Nesta quinta-feira (29), o líder ucraniano Pyotr Poroshenko disse em entrevista à edição alemã Bild que Kiev espera que a OTAN envie seus navios à zona do recente incidente com navios ucranianos, no estreito de Kerch.

    Anteriormente, o parlamento ucraniano aprovou a introdução da lei marcial no país por 30 dias. A medida veio na sequência da detenção de três navios ucranianos no estreito de Kerch pela guarda fronteiriça russa após estes terem violado a fronteira da Rússia entrando nas suas águas territoriais.

    O presidente russo Vladimir Putin se pronunciou recentemente sobre o incidente, assinalando que se tratou de uma "provocação organizada com antecedência" pelo líder ucraniano, "um jogo sujo dentro do país com o fim de reprimir seus adversários políticos".

    O presidente sublinhou que entre os marinheiros ucranianos detidos havia dois agentes do Serviço de Segurança da Ucrânia que, na prática, lideravam a operação.

    Tema:
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)

    Mais:

    Incidente no estreito de Kerch coloca Trump em uma situação difícil, opina analista
    França e Alemanha rejeitam sanções contra Rússia por incidente em Kerch, diz jornal
    Kiev esperava morte de marinheiros no estreito de Kerch, supõe cientista político
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik