18:16 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Premiê britânica, Tehresa May

    Premiê britânica: 2 acusados de envenenar Skripal são oficiais da inteligência russa

    © REUTERS / Hannah McKay
    Europa
    URL curta
    16115

    Os dois cidadãos russos, suspeitos de ter envenenado Sergei e Yulia Skripal em março deste ano, são funcionários do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), afirmou nesta quarta-feira (5) a premiê britânica, Theresa May.

    "Baseando-se na entidade de inteligência [do Reino Unido], o governo concluiu que os dois indivíduos nomeados pela polícia e pela Procuradoria da Coroa britânicas são oficiais do serviço militar de inteligência russo, também conhecido como GRU", declarou.

    May apontou que provavelmente, os nomes dos cidadãos russos, divulgados pela polícia britânica, são pseudônimos.

    Além disso, Theresa May exigiu que a Rússia tome as rédeas das atividades de seus oficiais da inteligência militar e assuma responsabilidade por suas ações.

    "Queremos que a Rússia aja como um país-membro responsável da comunidade internacional. Ou seja, deve levar em consideração a imprudência e as ações ultrajantes do GRU, que faz parte do governo russo", disse.

    A premiê assinalou que o Reino Unido vai buscar ampliar as sanções contra a Rússia em conexão com as conclusões da investigação do incidente em Salisbury. 

    "Nós pretendemos alcançar o aumento das sanções pela utilização de armas químicas […] Nós pretendemos entrar em contato com nossos parceiros da União Europeia e trabalhar através da Organização para a Proibição de Armas Químicas", indicou May.

    Por sua vez, a Procuradoria-Geral da Rússia disse estar pronta para cooperar com os serviços britânicos e espera receber provas do envolvimento dos cidadãos russos, porta-voz da Procuradoria-Geral da Rússia, Aleksandr Kurenoi, declarou à Sputnik.

    "Continuamos insistindo na colaboração com serviços britânicos sobre o caso e esperamos obter finalmente materiais que poderiam provar o que nossos colegas estrangeiros dizem ter em sua disposição", frisou.

    Hoje mais cedo, procuradores do Reino Unido nomearam dois russos suspeitos de terem envenenado o ex-espião russo, Sergei Skripal, e sua filha Yulia. De acordo com eles, os suspeitos utilizaram passaportes russos autênticos para entrar no Reino Unido um dia antes do incidente.

    Mais:

    Chanceler russo: acusações contra Rússia de envenenamento de Skripal são absurdas
    Embaixada da Rússia critica novas sanções dos EUA por envenenamento dos Skripal
    EUA adotam sanções contra a Rússia por caso Skripal
    Tags:
    envenenamento, acusações, GRU, Sergei Skripal, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik