04:38 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido, durante discurso em Maidenhead, Inglaterra, em 9 de junho de 2017

    Primeira-ministra britânica descarta reconciliação com União Europeia

    © AP Photo / Alastair Grant
    Europa
    URL curta
    661
    Nos siga no

    Após quatro meses de negociação e pouco progresso no acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, a primeira-ministra britânica se vê cada vez mais pressionada dentro e fora do país, mas, segundo ela, não cogita a possibilidade de cancelar o processo do Brexit.

    "O governo deixou claro que não tem intenção de revogar isso. Vamos respeitar o voto do povo britânico", disse Theresa May nesta segunda-feira ao ser questionada sobre a possibilidade de revisão do Brexit.

    No final de março, May invocou oficialmente o Artigo 50 do Tratado de Lisboa, dando início ao processo de saída do Reino Unido da União Europeia. A expectativa é a de que as negociações entre Londres e Bruxelas sejam finalizadas apenas em 2019. 

    Nesta segunda-feira, teve início, na Bélgica, a quinta rodada de discussões em torno do Brexit, tendo como temas principais o custo do rompimento, os direitos dos cidadãos da UE no Reino Unido e a situação de Irlanda e Irlanda do Norte após a saída do país do bloco. 

    Mais:

    Milhares marcham contra o Brexit em Londres
    Reino Unido manda avisar: Não vai pagar somas vultuosas pelo Brexit à União Europeia
    'Diga a eles que fico': May não pretende abandonar cargo de primeira-ministra após Brexit
    Tags:
    brexit, União Europeia, UE, Theresa May, Irlanda do Norte, Irlanda, Bélgica, Bruxelas, Londres, Europa, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar