23:28 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos que participam dos exercícios militares Anaconda-16, Varsóvia, Polônia, junho de 2016

    Como cogumelos impedem militares norte-americanos de intimidar Rússia?

    © AFP 2018 / Alik Keplicz
    Europa
    URL curta
    12244

    Os soldados do exército norte-americano supostamente devem proteger a Europa Ocidental e intimidar a Rússia. No entanto, tal intimidação teve que ser adiada, escreve o jornal alemão Der Tagesspiegel.

    De acordo com o comandante da subdivisão do exército norte-americano deslocada na Polônia, a culpa é dos cogumelos. Segundo ele, os tanques norte-americanos estavam prontos a começar as manobras de tiro no próprio dia da chegada mas, segundo ele foi informado, neste período do ano quase toda a população da Polônia se dirige para as florestas para colher cogumelos, informou o Der Tagesspiegel, citado pelo RT.

    Os cartazes de proibição que marcam a entrada nas zonas militares fechadas não são obstáculo para os moradores locais e, considerando que no dia da chegada do equipamento militar norte-americano havia nevoeiro, o comandante da subdivisão tomou a decisão de adiar os treinamentos para evitar incidentes com civis. 

    Os EUA enviaram 3,3 mil militares para a Polônia. Segundo indica o jornal alemão, a presença da subdivisão norte-americana deve contribuir para intimidação da Rússia e, ao mesmo tempo, acalmar os aliados da OTAN na região, que receiam novas ondas da "agressão russa" após a "anexação da Crimeia e intervenção no leste da Ucrânia".    

    Mais:

    Em resposta à Rússia: maiores manobras militares entram na fase ativa na Polônia
    Ex-premiê da Polônia: 'russofobia se tornou doutrina estatal'
    Tags:
    treinamento militar, militares, floresta, população, manobras, deslocamento, exército, Rússia, Polônia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik