08:58 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Aviões Airbus A320 e A321 das linha aéreas Turkish Airlines no aeroporto de Istanbul

    Piloto-herói ucraniano que salvou dezenas de vidas é atacado por gostar do chanceler russo

    © Sputnik/ Natalia Seliverstova
    Europa
    URL curta
    8141

    As autoridades das repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lugansk se mostraram dispostas a conceder a cidadania ao piloto ucraniano Aleksandr Akopov, afirmaram os representantes permanentes da RPD e RPL junto ao grupo de contato sobre a situação ucraniana, Denis Pushilin e Vladislav Deinego, respectivamente.

    Em 27 de julho, o piloto ucraniano Akopov fez aterrissar de emergência um avião de passageiros em Istanbul, após este ter sido gravemente afetado por uma tempestade de granizo. A carenagem da proa com todos os detectores ficou danificada pela calamidade, bem o para-brisas da cabine, que se tornou opaco devido às muitas rachaduras. O pouso foi feito "às cegas", visto que o piloto nem conseguia ver a pista.

    No momento de aterrissagem, a bordo estavam 121 passageiros e 6 membros da tripulação.

    O presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, condecorou o piloto pela coragem demonstrada.

    Porém, passado pouco tempo, Akopov se tornou alvo de críticas ferozes na Internet pela alegada simpatia para com a Rússia após ter publicado uma foto do chanceler russo Sergei Lavrov nas redes sociais.

    O Ministério das Relações Exteriores russo, por sua vez, convidou o piloto à Rússia.

    "Sem dúvida nenhuma, estamos prontos para prestar apoio a Aleksandr Akopov, a cidadania da República Popular de Donetsk e todo o tipo de assistência. Acredito que a Rússia também não lhe voltará as costas. Todo o mundo precisa de profissionais. Especialmente quando eles ficam fora da política e estão focados em seu dever. Todo o barulho que se criou em torno do piloto Akopov é mais uma manifestação do caráter nacionalista da Ucrânia contemporânea. O piloto que salvou a vida de centena de pessoas está sendo sujeito a perseguição e insultos. Neste contesto, o apoiaremos com prazer, se for necessário", afirmou Pushilin.

    "Aleksandr Akopov nasceu em Donetsk e nesta cidade viveu por muito tempo. Caso seja necessário, também estamos dispostos a o apoiar de todos os modos", assinalou Deinego.

    Mais:

    Rússia aspira restaurar a cooperação com a Ucrânia, diz Putin
    Deputado russo: criação do novo Estado no leste ucraniano é inevitável
    Presidente ucraniano Poroshenko proíbe símbolo do Dia da Vitória russo
    Tags:
    condecoração, piloto, Sergei Lavrov, Pyotr Poroshenko, Lugansk, República Popular de Donetsk, Rússia, Ucrânia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik