09:08 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    19182
    Nos siga no

    Embaixada ucraniana no Reino Unido criticou duramente o artigo do tabloide Daily Mail que chamou a Crimeia de território russo. A resposta da embaixada foi publicada no Twitter.

    No artigo, publicado pelo Daily Mail, sobre uma mina naval dos tempos da Segunda Guerra Mundial recentemente encontrada, o local de achado foi indicado como "sudoeste da Rússia".

    "A Crimeia é da Ucrânia. A matéria provocativa do Daily Mail não significa nada e não ajudará Putin e seus adeptos", frisa a embaixada ucraniana.

    ​Em outra publicação, a embaixada lembra que, por causa da Crimeia, todo mundo introduziu sanções contra Moscou e que o Reino Unido foi um dos primeiros países a reprovar a reunificação da península com a Rússia.

    ​A Crimeia se reintegrou à Rússia em março de 2014, após a realização de um referendo, provocado por um golpe de Estado na Ucrânia meses antes. A reintegração foi apoiada por 96,77% dos eleitores da República da Crimeia e por 95,6% dos residentes da cidade de Sevastopol. A Ucrânia e os países do Ocidente não reconhecem os resultados do referendo.

    Moscou afirma que a população da Crimeia manifestou sua vontade de forma democrática e em conformidade com o direito internacional e a Carta da ONU.

    Mais:

    Ucrânia está contando dias até frota russa deixar Crimeia
    Ucrânia quer usar isenção de visto com UE para trazer a Crimeia de volta
    Kiev diz que Booking.com indica Crimeia como parte da Ucrânia
    Tags:
    mina, sanções, Crimeia, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar