03:03 18 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    8262
    Nos siga no

    O Partido Popular Nossa Eslováquia (LSNS) está reunindo assinaturas a favor de um referendo para retirar o país da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). Mais de 150 mil pessoas já assinaram a petição, de acordo com o jornal Izvestia.

    Além do abaixo-assinado, os eslovacos também manifestam sua insatisfação com a aliança realizando uma série de protestos pelo país, contra a implantação de bases e tropas estrangeiras no território nacional. Se o movimento tiver sucesso, a Eslováquia será o primeiro membro a abandonar a OTAN

    Para o cientista político Anatoly Petrenko, da Academia de Gestão Social, o LSNS colocou uma questão polêmica para a população, mas a iniciativa deve enfrentar certos problemas. 

    "Não excluo que agora comecem a buscar uma mão russa nessas ações", destacou ele em entrevista à Sputnik. Segundo o analista, é muito importante observar a maneira como irão reagir as autoridades eslovacas se a petição conseguir o número mínimo necessário de assinaturas: 350 mil. 

    "Os líderes atuais do país mostrarão suas verdadeiras intenções com a decisão que tomarem. Por um lado, de acordo com a Constituição da Eslováquia, eles são obrigados a tomar uma decisão com base no resultado desse pequeno referendo. Por outro, imagino que haja uma forte pressão da OTAN e das estruturas pró-OTAN sobre essas pessoas na Eslováquia", destacou Petrenko. 

    De acordo com o professor, apesar do pequeno tamanho da Eslováquia, sua saída da aliança representaria um acontecimento histórico, uma vez que o país é um membro com plenos direitos da OTAN e outros poderiam acabar seguindo o mesmo exemplo. 

    Mais:

    Tempestade Primaveril da OTAN na Estônia entra na fase final
    Polícia da Eslováquia prende 20 pessoas em operação contra crime tributário
    Tags:
    OTAN, Anatoly Petrenko, Rússia, Eslováquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar