08:53 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Franceses estão votando nas presienciais. Marselha. Maio, 7. 2017

    Franceses incentivam participação eleitoral com vinho e croissants gratuitos

    © AFP 2018 / ANNE-CHRISTINE POUJOULAT
    Europa
    URL curta
    310

    A participação dos eleitores no segundo turno das presidenciais na França pode vir a ser a mais baixa desde 1969, mas os cidadãos mais ativos tentam alterar a situação, incentivando de todos os modos possíveis as pessoas a votar. Proprietários dos cafés e empresas de transporte também participam da iniciativa.

    Assim, o padeiro Rahid Hakim, no departamento de Val-d'Oise, oferece um croissant gratuito a todos os que compareçam às urnas. Segundo o portal France Info, para isso deve apenas apresentar a carteira de eleitor.

    O padeiro organizou uma ação idêntica no primeiro turno em 23 de abril, quando 20 clientes se beneficiaram da sua proposta. Hakim espera que hoje haja mais interessados.  

    No departamento de Côtes-d'Armor, o proprietário de um bar, Marc Le Badezet, propõe uma bebida gratuita. O cliente pode escolher chá, café, vinho ou cidra. No primeiro turno as bebidas foram distribuídas a mais de 200 pessoas.

    O taxista Guillaume Hamon também participa da ação popular oferecendo transportar as pessoas de idade avançada que têm dificuldades em chegar aos locais de votação.

    "Não acho que faça algo de fenomenal. Telefonam-me outros taxistas de Bretanha, Paris Marselha, eles querem fazer a mesma coisa", cita o jornal Le Telegramme.

    Passadas só as primeiras horas de votação, já dez pessoas usaram o serviço de Hamon.

    Por sua vez, a empresa de transporte inter-regional FlixBus promete compensar as despesas de transporte se o passageiro enviar um selfie com a carteira de eleitor. Essa pessoa poderá receber um cheque com a soma equivalente às despesas, válida durante junho.

    A votação começou hoje às 8:00 (hora local). A presidência do país é disputada entre o líder do movimento Em Marcha! Emmanuel Macron, que obteve 24,01% dos votos no primeiro turno, e a candidata Marine Le Pen da Frente Nacional (21,3%).

    Segundo a sondagem realizada pela empresa Odoxa, um em cada quatro cidadãos não tem interesse de votar no segundo turno.

    Mais:

    Tiroteio em Paris deixa França em alerta antes das eleições
    Rússia é acusada de vazar correspondência de Macron
    Marine Le Pen é descendente do profeta Maomé: sensação ou fake da AFP?
    Tags:
    abstenção, eleições presidenciais, Marine Le Pen, Emmanuel Macron, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik