Opinião: mesmo com a derrota de Le Pen, Frente Nacional ganhará força grandiosa

© REUTERS / Eric GaillardBonecas gigantescas de Emmanuel Macron, François Fillon e Marine Le Pen, rivais na corrida presidencial francesa de 2017
Bonecas gigantescas de Emmanuel Macron, François Fillon e Marine Le Pen, rivais na corrida presidencial francesa de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os últimos debates dos candidatos à presidência francesa, Emmanuel Macron e Marine Le Pen, foram os mais fracos da história desde 1984, sendo pouco provável que tenham conseguido persuadir algum eleitor a votar no domingo, disse o especialista em política francesa da Universidade de Belgrado, Milos Jovanovic, à Sputnik Sérvia.

"A maioria dos representantes da comunidade sérvia avalia de modo positivo a posição de Le Pen em relação ao problema de Kosovo e Metohija, Sérvia, e, em geral, gostam da sua política externa, bem como sua atitude positiva com relação a Vladimir Putin e à Rússia. É uma posição bastante lógica por parte da comunidade sérvia, que pode ser chamada de ‘realismo político'", contou o professor da Faculdade de direito da Universidade de Belgrado.

Combinação de fotos dos presidenciáveis franceses, Marine Le Pen da Frente Nacional e Emmanuel Macron, candidato independente - Sputnik Brasil
Macron e Le Pen trocam farpas em debate presidencial
O diretor de programas do Centro de cooperação e desenvolvimento sustentável de Belgrado, Nikola Jovanovic, opina que os debates bateram um recorde de agressividade e acusações mútuas, citando eventuais razões para isso.

"Trata-se de dois candidatos com valores completamente diferentes, uma visão diferente do futuro da França, por isso cada um dos candidatos queria não só vencer, mas fazer ilegítimo o seu adversário. Le Pen propõe uma ideia de França soberana, que se distancia dos aliados euro-atlânticos, nomeadamente, dos EUA, enquanto Macron, de fato, propõe continuar a política de Hollande. Ambos os candidatos falam sobre uma França independente, mas eles entendem a independência de modo diferente. Creio que Macron ganhará, mas acho que, após as eleições, a Frente nacional ficará forte como nunca, tornando Le Pen um dos jogadores principais no parlamento francês", opinou Nikola Jovanovic em entrevista à Sputnik Sérvia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала