11:21 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O lançamento de míssil submarino Trident II

    Londres escondeu falha de lançamento de míssil balístico

    © Foto: Wikipedia
    Europa
    URL curta
    262109183

    O governo britânico escondeu o lançamento falhado do míssil balístico Trident II D5, que ocorreu na véspera da votação no parlamento sobre a modernização do escudo nuclear do país, informa o jornal britânico The Sunday Times.

    Segundo a edição, o lançamento foi realizado em junho do ano passado perto do litoral da Flórida, a partir do Vengeance, um dos quatro submarinos nucleares britânicos.

    O lançamento foi o único dos últimos quatro anos e agora pode provocar dúvidas sobre a segurança do míssil. A razão da falha não foi revelada. O Trident II D5, que não estava equipado com carga nuclear, se desviou do curso e voou em direção ao litoral norte-americano, cita a edição uma fonte na Marinha da Grã-Bretanha.

    De acordo com ele, o incidente causou pânico no governo e no Ministério de Defesa. As autoridades receavam que a informação minasse a confiança na capacidade de dissuasão nuclear do país.

    Porta-aviões russo, Admiral Kuznetsov nas águas internacionais da Noruega, 1 9 de outubro de 2016
    © REUTERS/ Serviço de patrulha da Noruega
    Segundo o The Sunday Times, o incidente ocorreu pouco antes de Theresa May assumir o cargo de primeira-ministra. Entretanto, ela não faz nenhuma menção sobre o lançamento falhado quando persuadiu o parlamento a gastar 40 bilhões de libras esterlinas em novos submarinos dotados de mísseis Trident.

    No domingo (22), Theresa May reconheceu o incidente, adicionando que "tais lançamentos [falhados] são inevitáveis". "E isso prova que é necessário renovar o sistema Trident. Devemos defender nosso país e contribuir para a defesa da OTAN", disse May na entrevista com a BBC. 

    Os lançamentos de teste do Trident a partir de submarinos foram realizados só cinco vezes, já que cada míssil custa 17 milhões de libras esterlinas. A informação sobre todos os lançamentos é dada pelo Ministério da Defesa do país e corporação Lockheed Martin, produtora do míssil.

    Mais:

    Theresa May está disposta a usar armas nucleares para proteger Reino Unido
    Grã-Bretanha vai gastar mais 905 milhões em programa de submarinos nucleares
    Tags:
    submarino nuclear, Trident II D-5, Michael Fallon, Theresa May, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik