12:28 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia, foi acusado de subornar parlamentares para aprovar projetos

    Poroshenko ameaça processar mídia britânica após acusações de corrupção

    © Foto : Presidência da Ucrânia / Mikhail Palinchak
    Europa
    URL curta
    111

    Um jornalista britânico afirmou ter recebido uma carta dos advogados do presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, ameaçando processar órgãos de mídia do Reino Unido por noticiarem as acusações de corrupção que pesam contra o chefe de Estado.

    Na Ucrânia, o deputado Aleksandr Onischenko alegou que Poroshenko teria comprado votos no parlamento ucraniano para aprovar projetos. Onischenko disse ainda que possuía gravações das conversas com o presidente confirmando os subornos. 

    "Acabei de receber uma carta dos advogados de Poroshenko ameaçando processar a mídia britânica por repetir as alegações de Onischenko de que ele (Poroshenko) subornou parlamentares", escreveu o jornalista Maxim Tucker em seu Twitter, acrescentando que não poderia publicar a carta por ser marcada como confidencial. 

    "Eu posso afirmar que eu não sou o único jornalista do Reino Unido que recebeu essa carta", completou. 

    De acordo com o site Strana.ua, a administração de Poroshenko não negou ter ameaçado jornalistas, mas disse que Onischenko estaria participando de uma "campanha contra a liderança ucraniana". Em seu país, o deputado é acusado de roubar propriedades do Estado, é suspeito de traição e de tentar desestabilizar a situação do país, de onde fugiu pouco antes do seu pedido de prisão ser aceito pelas autoridades. 

    Mais:

    Deputada e ex-militar ucraniana sobre Poroshenko: 'É um presidente fraco!'
    Ex-deputado ucraniano: Yatsenyuk pode se tornar o 'fuhrer' da Ucrânia
    Tags:
    Maxim Tucker, Aleksandr Onischenko, Pyotr Poroshenko, Grã-Bretanha, Reino Unido, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar