22:49 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    33139
    Nos siga no

    Foi recomendado a Barack Obama que ele exija, durante sua visita a Atenas, que Alexis Tsípras mande fechar os portos gregos para os navios da Marinha russa, apoie o prolongamento das sanções antirrussas e deixe de vetar a entrada da antiga república jugoslava da Macedônia na OTAN.

    "O objetivo da visita tão inesperada do presidente Obama à Grécia foi determinado pela Heritage Foundation, a fundação-fortaleza dos bravos neoconservadores, líderes da política externa dos EUA em Washington e uma plataforma de recrutamento para os cargos governamentais", escreve o site, citando um artigo de funcionários da fundação de Luke Coffey e Daniel Cochis.

    Eles exigem três coisas de Obama durante a visita à Grécia, diz o artigo, publicado no site militaire.gr,especializado em questões militares e políticas.

    Em primeiro lugar, Obama deve fazer com que a Grécia vote a favor da prorrogação das sanções antirrussas quando a proposta for apresentada na União Europeia em dezembro.

    A segunda coisa que o atual presidente dos EUA deve fazer na Grécia é pedir que Atenas não autorize a entrada de navios russos nos portos gregos. A posição dos EUA é que a Crimeia continua sob a ocupação ilegal da Rússia, a Rússia continua apoiando o ditador sírio Assad e Obama deve dizer que o suporte grego à Marinha russa seria completamente despropositado para um aliado da OTAN. Os gregos podem seguir o recente exemplo da Espanha e cancelar as futuras escalas de navios da Marinha russa, destaca o artigo.

    Em terceiro lugar, a fundação exige que Atenas "apoie o caso da Macedônia".

    "A Grécia deve permitir à Macedônia aderir à OTAN, como está previsto no acordo temporário de 1995", se diz no artigo.

    Quanto às expectativas da Grécia em relação à visita de Obama, marcada para dias 15-16 de novembro, o governo grego espera obter o apoio dos EUA na questão de facilitar a dívida pública do país, que já atinge cerca de 320 bilhões de euros.

    Mais:

    OTAN lança operação militar no mar Mediterrâneo
    Times denuncia presença de 3 submarinos russos no Mediterrâneo
    Navio russo Admiral Kuznetsov supostamente combaterá Daesh na Síria
    Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov ruma ao Mediterrâneo
    Rússia envia terceiro navio para o litoral da Síria
    Tags:
    veto, relações internacionais, sanções, Marinha da Rússia, OTAN, Alexis Tsipras, Barack Obama, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar