13:12 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Jogador do Sporting, José Lucas da Cruz de Oliveira, e o jogador do Flamengo Sergei Stepliani durante uma partida do Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019 em Moscou

    'Sensacional': Brasil e Portugal se enfrentam em jogo de futebol de areia em Moscou nevada

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Esportes
    URL curta
    Tatyana Yudina
    380

    A Rússia, embora seja um país com clima bastante rigoroso, sedia o Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019. Sem dúvidas, esse evento esportivo não pode ser imaginado sem a participação dos jogadores brasileiros e portugueses.

    A Sputnik Brasil assistiu à partida da fase de grupo entre o Flamengo, do Brasil, e o Sporting, de Portugal, e falou com os jogadores e fãs do futebol de areia.

    O Mundialito de Clubes de 2019 em Moscou é verdadeiramente especial – pela primeira vez na história é realizado fora do Brasil, em uma arena completamente fechada por conta do frio russo. 

    Para o torneio que está sendo realizado na capital russa entre 27 de fevereiro e 3 de março foram convidadas oito equipes, entre elas três clubes do mundo lusófono – SC Braga e o Sporting de Portugal e o Flamengo do Brasil. 

    Colocados no mesmo grupo, em 1 de março leões e rubro-negros se enfrentaram na partida decisiva da classificação para a semifinal. 

    Jogadores do Flamengo, Sergei Stepliani e Paulinho, comemoram um gol da sua equipe durante o jogo com o Sporting no âmbito do Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019 em Moscou
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Jogadores do Flamengo, Sergei Stepliani e Paulinho, comemoram um gol da sua equipe durante o jogo com o Sporting no âmbito do Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019 em Moscou

    Gulom Davletov assiste aos jogos do Mundialito com seu filho, Parviz, de sete anos, e torce para o clube Spartak de Moscou, um dos favoritos do campeonato. Segundo Davletov, ele é um fã de futebol clássico, mas o futebol de areia o impressionou muito. 

    "Nesse jogo torcemos para o Sporting. No futebol clássico, somos grandes fãs de Cristiano Ronaldo, é de Portugal. Por isso decidimos torcer para o clube português", disse Davletov, sublinhando que planeja ver todas as partidas do Mundialito em Moscou. 

    Mais um torcedor, Anatoly, disse não torcer para o clube brasileiro nem para o português, mas para o futebol bonito. 

    "Gosto dessa modalidade, porque é muito dinâmica, espetacular, maravilhosa, gosto de música. Vejo todos os jogos desse Mundialito e assisto aos campeonatos cada ano", revelou ele. 

    Não são apenas os amantes de futebol de areia que assistem à partida entre Sporting e Flamengo. Os jogadores do clube bielorrusso BATE Borisov terminaram a fase de grupos em quarto lugar e não foram classificados para a semifinal, mas decidiram assistir ao jogo dos seus adversários do grupo e partilharam suas impressões sobre o Mundialito. 

    "Participamos do Mundialito pela primeira vez, mas podemos dizer que a organização é ótima, há várias inovações, show de luzes antes de cada jogo. Organizar o primeiro Mundialito fora do Brasil foi um desafio para a Rússia, mas todos ficam fascinados com esse torneio", disse Dmitry Yasnov, o goleiro do BATE Borisov. 

    Os rubro-negros venceram os leões por 6 a 3 e avançaram às semifinais do Mundialito, mantendo a liderança ao longo de toda a partida. 

    Desapontado com o resultado da sua equipe, Nuno Belchior, atacante do Sporting, sublinhou, entretanto, que o campeonato foi espetacular e bem organizado. 

    Respondendo à pergunta do que ele sentiu quando seu clube jogou no futebol de areia na Rússia, país coberto de neve quase seis meses por ano, com outro clube do mundo lusófono, Nuno diz que "é apenas mais um jogo". 

    "Estamos habituados a nos encontrar em praticamente todo o mundo, já jogamos em quase todo o mundo. Em Moscou é muito bom, as condições são ótimas. Gostamos muito da Rússia", revelou Nuno à Sputnik Brasil. 

    Elinton Andrade, goleiro do Flamengo, durante o jogo contra o Sporting no Mundialito de Clubes de 2019
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Elinton Andrade, goleiro do Flamengo, durante o jogo contra o Sporting no Mundialito de Clubes de 2019

    Elinton Andrade, famoso goleiro do Flamengo, por sua vez, pareceu muito feliz com a vitória da sua equipe. 

    "Só a Rússia poderia fazer isso – colocar a gente em uma arena espetacular quando há neve. É um evento sensacional. O sentimento sem palavras. Muito obrigado, Rússia! Tudo sensacional", disse ele. 

    Andrade espera semifinal difícil, mas está convencido: "tudo é possível". 

    • Jogadores do Flamengo após a vitória sobre o Sporting
      Jogadores do Flamengo após a vitória sobre o Sporting
      © Sputnik / Aleksei Kudenko
    • Jogador do Flamengo Sergei Stepliani durante uma partida do Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019 em Moscou
      Jogador do Flamengo Sergei Stepliani durante uma partida do Mundialito de Clubes de Futebol de Areia 2019 em Moscou
      © Sputnik / Aleksei Kudenko
    • Elinton Andrade, goleiro do Flamengo, durante o jogo contra o Sporting no Mundialito de Clubes de 2019
      Elinton Andrade, goleiro do Flamengo, durante o jogo contra o Sporting no Mundialito de Clubes de 2019
      © Sputnik / Aleksei Kudenko
    1 / 3
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Jogadores do Flamengo após a vitória sobre o Sporting

    Na semifinal, em 2 de março, o Flamengo terá pela frente mais um clube português – o SC Braga. No mesmo dia, o Sporting vai disputar o 5.º e 6.º lugar da competição. A final será realizada em 3 de março. 

    Mais:

    França vence Holanda em primeiro jogo em casa após título na Copa do Mundo
    Tags:
    fãs, torcedores, futebol de areia, esporte, Portugal, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar