Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai querem sediar Copa do Mundo de 2030

© Sputnik / Vladimir Pesnya / Abrir o banco de imagensFogo de artifício na final da Copa do Mundo 2018 em Moscou.
Fogo de artifício na final da Copa do Mundo 2018 em Moscou. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai apresentarão uma proposta conjunta para sediar a Copa do Mundo de 2030, informou nesta quinta-feira (14) o presidente do Chile, Sebastian Piñera.

Argentina, Paraguai e Uruguai já enviaram uma proposta conjunta para sediar a edição centenária do torneio de maior prestígio do futebol, mas Piñera disse no Twitter que os presidentes desses países concordaram com a participação do Chile na "candidatura conjunta".

A Argentina e o Uruguai anunciaram originalmente sua intenção de apresentar uma proposta conjunta em 2017, antes do Paraguai se unir à coalizão no final daquele ano.

Em dezembro do ano passado, o presidente da Bolívia, Evo Morales, ofereceu a esses três países ajuda na proposta.

Se sua oferta tivesse sido aceita, isso significaria que o estádio Hernando Siles Reyes em La Paz seria potencialmente utilizado na competição.

Piñera disse que vinha discutindo sua ideia com os presidentes da Argentina, Paraguai e Uruguai.

O presidente dos EUA, Donald Trump, durante o Café da Manhã da Oração Nacional - Sputnik Brasil
Trump irá declarar emergência nacional para construir muro, diz Casa Branca
O Uruguai recebeu e venceu a primeira Copa do Mundo em 1930, o Chile foi sede em 1962 e a Argentina imitou a conquista do seu vizinho erguendo o troféu em casa em 1978.

Como Morales, Mauricio Macri, da Argentina, o uruguaio Tabaré Vázquez e o paraguaio Mario Abdo Benítez, todos apaixonados por futebol, foram presidentes de clubes em seus países.

Piñera é um empresário bilionário que começou como professor e não tem nenhuma conexão anterior com o futebol.

A candidatura sul-americana enfrenta a concorrência do Marrocos e potencialmente várias outras propostas conjuntas, incluindo uma da Grã-Bretanha e da Irlanda e outra de uma confederação da Grécia, Sérvia, Bulgária e Romênia.

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, chegou a discutir uma proposta conjunta com Marrocos e Portugal.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала