14:27 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Participantes da final do game League of Legends no complexo de cinema e televisão Glavkino na região de Moscou.

    COI descarta incluir eSports em Olimpíadas de 2024: 'Muito violento'

    © Sputnik / Kirill Kallinikov
    Esportes
    URL curta
    141

    Não será desta vez que torcedores de todo o mundo poderão torcer em competições de Fortnite, League of Legends ou Counter Strike nas Olimpíadas. Deliberando sobre as modalidades nos jogos de Paris 2024, o COI vetou a entradas dos chamados eSports.

    O que começou como uma proposta absurda chegou a ser seriamente considerada pelo Comitê Olímpíco Internacional. Um fórum foi convocado para discutir o assunto, mas a ideia parece ter morrido.

    Numa longa entrevista concedida à agência Associated Press durante os Jogos Asiáticos no fim de semana, o presidente do COI, Thomas Bach, refutou a ideia.

    “Não podemos ter no programa olímpico um jogo que promova violência ou discriminação. Os chamados jogos assassinos são, do nosso ponto de vista, contraditórios aos valores olímpicos e não podem, portanto, ser aceitos. Claro que todo esporte de combate tem suas origens em uma luta real entre as pessoas. Mas o esporte é a expressão civilizada disso. Se você tem eGames onde se deve matar alguém, isso não pode ser alinhado com nossos valores olímpicos", disse Bach conforme citado pelo Mashable.

    O debate nem torno dos eGames é crescente dentro do COI desde o ano passado, quando conselheiros realizaram uma reunião em Lausanne, na Suíça, exclusivamente dedicada ao tema. À época, o órgão divulgou nota justificando que, pela popularidade juvenil, os eGames poderiam ser uma boa plataforma para o movimento olímpico.

    Tags:
    Jogos Asiáticos, Mashable, Associated Press, COI, Thomas Bach, Lausanne, Suíça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik