07:24 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    O tombo é o maior da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 2012. No mês de dezembro, o segmento caiu 0,2% na comparação com novembro, interrompendo a alta de seis meses seguidos.

    O volume de serviços prestados no Brasil sofreu um tombo histórico de 7,8% em 2020, na comparação com o ano anterior. A queda, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (11), é a maior da série histórica da pesquisa, que começou em 2012.

    O maior tombo até então, de 5%, havia sido a registrado em 2016, no ano do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

    Já em dezembro de 2020, o setor de serviços caiu 0,2% frente a novembro, interrompendo uma sequência de alta de seis meses consecutivos. Com relação a dezembro de 2019, o recuo foi de 3,3%, sendo a décima taxa negativa seguida nesta base de análise.

    Desemprego. Pessoa segura carteira de trabalho.
    © Foto / Edson Lopes Jr./ Fotos Públicas
    Desemprego. Pessoa segura carteira de trabalho.
    "O volume de serviços ainda se encontra 3,8% abaixo do patamar de fevereiro, quando as medidas de isolamento social para controle da pandemia de COVID-19 ainda não haviam sido adotadas", informou o IBGE, conforme publicou o G1.

    Nesta quarta-feira (10), o IBGE divulgou que o comércio fechou 2020 com crescimento anual de 1,2%. Já a indústria caiu 4,5%.

    Mais:

    Banco do BRICS libera R$ 5,4 bilhões ao Brasil para combate à COVID-19
    Prorrogação do auxílio é importante para economia do Brasil voltar a crescer, diz especialista
    Comércio entre Brasil e EUA atinge a pior marca dos últimos 11 anos
    Tags:
    comércio, indústria, queda, empregos, Brasil, economia, IBGE, serviços
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar