01:26 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9907
    Nos siga no

    Rússia dispõe agora de um "poder militar inacreditável" depois da transformação de suas Forças Armadas nos últimos 20 anos, disse nesta sexta-feira (17) o general John Hyten, vice-presidente do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA.

    "A Rússia tem um Exército incrivelmente poderoso", notou Hyten em um podcast do Conselho Atlântico. "Eles transformaram suas Forças Armadas nos últimos 20 anos".

    O general observou que a Rússia não escondia a sua determinação de modernizar completamente suas forças estratégicas nucleares, espaciais e cibernéticas, mas os líderes dos EUA não prestaram atenção a esse respeito, e a Estratégia de Segurança Nacional de 2010 do presidente Barack Obama não mencionou a Rússia como um potencial futuro rival ou concorrente.

    "Em 2006, [o presidente Vladimir] Putin anunciou que eles transformariam a sua força nuclear. Eles começaram a criar forças cibernéticas e espaciais agressivas. Por quê? Por causa dos EUA e da OTAN", ressaltou Hyten.

    A Rússia e a China representam agora para os EUA e suas Forças Armadas um desafio estratégico que o país nunca tinha conhecido antes em sua história – não um, mas dois concorrentes do mesmo nível e ao mesmo tempo, ressaltou o alto comandante americano.

    Desembarque de soldados durante exercício militar em polígono próximo da cidade de Teodósia na Criméia, Rússia
    © Sputnik / Michael Patlis
    Desembarque de soldados durante exercício militar em polígono próximo da cidade de Teodósia na Criméia, Rússia

    "É extremamente importante que lidemos com a Rússia e a China ao mesmo tempo. […] Todo o nosso foco é olhar para a Europa, mas olhando para o oeste: a China está lá, a Rússia está lá. Eles estão na América do Sul, África e Oriente Médio. Eles têm capacidade globais", concluiu o general.

    Nesta semana, a Força Aeroespacial da Rússia realizou com sucesso o lançamento de um novo míssil interceptor do sistema russo de defesa antimíssil, informou o Ministério da Defesa russo.

    Mais:

    Novo caça russo Checkmate 'é maior ameaça aos interesses ocidentais' do que J-10C chinês, diz portal
    Caça de 6ª geração dos EUA é criado para enfrentar Rússia e adversários na Ásia, diz general
    Exército Europeu dividiria Europa e Aliança Atlântica, diz secretário-geral da OTAN
    Tags:
    míssil nuclear, Exército da Rússia, EUA, China, tecnologia militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar