01:23 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6616
    Nos siga no

    O vice-presidente do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA, general John Hyten, revelou nesta semana que o Exército americano "falhou miseravelmente" em um jogo de guerra, levando a uma grande mudança na estratégia de combate.

    Uma perda brutal em um exercício de jogos de guerra, realizado em outubro passado, convenceu o general americano a descartar os conceitos de guerra conjunta que têm guiado as operações militares dos EUA durante décadas.

    Durante o exercício de guerra simulado, descrito como um "confronto fictício com a China" e que incluiu uma luta pela ilha autogovernada de Taiwan, o inimigo imaginário derrubou a estratégia da equipe azul (os EUA) para "dominância da informação".

    "Sem exagerar a questão, [o exercício] falhou miseravelmente. Uma equipe vermelha agressiva [o inimigo] que tinha estado analisando os EUA durante os últimos 20 anos andou à nossa volta. Eles sabiam exatamente o que faríamos antes de o fazermos", afirmou Hyten.

    O Pentágono não forneceu o nome do jogo de guerra, que foi classificado, mas um funcionário de defesa disse que um dos cenários girava em torno de uma batalha por Taiwan. A principal lição a aprender seria: reunir navios, aeronaves e outras forças para concentrar e reforçar o poder de combate uns dos outros também os tornou alvos fáceis.

    Soldados filipinos durante exercícios navais conjuntos com EUA
    © AP Photo / Bullit Marquez
    Soldados filipinos durante exercícios navais conjuntos com EUA

    "Nós sempre nos unimos para combater, e nos unimos para sobreviver. Mas no mundo de hoje, com mísseis hipersônicos, com fogo de longo alcance vindo contra nós de todos os domínios, se você estiver agrupado e todo o mundo souber onde você está, você fica vulnerável", ressaltou o general dos EUA.

    O ponto mais importante a destacar é que a equipe azul perdeu quase de imediato o acesso a suas redes de comunicação, escreve portal Defense One.

    O exercício de outubro foi um teste para um novo Conceito de Combate Conjunto, no entanto, ele foi em grande parte baseado nos mesmos conceitos de operações conjuntas que tinham guiado as forças dos EUA durante décadas, disse Hyten, e a equipe vermelha facilmente os derrotou.

    Após a derrota no referido exercício, o Estado-Maior Conjunto dos EUA iniciou uma revisão, mudando para um novo conceito que foi chamado de "Manobra Expandida". Hyten quer que Exército dos EUA esteja pronto para combater sob este conceito reformulado de combate conjunto até 2030, utilizando muitas das armas, aviões e navios atuais.

    Mais:

    Tanto Austrália quanto EUA teriam poucas chances em guerra contra China, diz ex-general australiano
    Chance zero: EUA não têm como parar ataque chinês contra Taiwan, diz especialista
    China caracteriza passagem de navios dos EUA pelo estreito de Taiwan de 'maior destruidor da paz'
    Tags:
    Exército dos EUA, jogos de guerra, exercício militar, China, Estado-Maior Conjunto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar