06:08 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    5292
    Nos siga no

    Os obuseiros autopropulsados PLC-181 foram introduzidos no Exército de Libertação Popular (ELP) da China em 2019, mas já foram modernizados para aperfeiçoar ainda mais suas características.

    Os referidos obuseiros foram montados no chassi do veículo todo-terreno de três eixos Taian GM 6x6 com um motor de 400 cavalos de potência. Como seria de esperar neste tipo de veículos, a cabine é blindada e tem capacidade para abrigar até seis soldados.

    Estima-se que a utilização de uma plataforma baseada em rodas em vez de lagartas permita melhorar a mobilidade do obuseiro e, ao mesmo tempo, simplificar e tornar menos onerosa sua manutenção.

    O próprio canhão, com um calibre de 155 mm, é o mesmo que pode ser visto no obuseiro autopropulsado PLZ-05 e tem alcance de disparo de projéteis explosivos convencionais de até 39 quilômetros.

    O obuseiro também pode ser armado com projéteis assistidos por foguete (RAP, na sigla em inglês) com um alcance de até 50 quilômetros e munições guiadas. A cadência de tiro é de seis disparos por minuto, escreve Rossiyskaya Gazeta.

    A tripulação dispõe ainda de sistemas mais avançados de orientação e mira, cujas capacidades ainda permanecem classificadas.

    Entre as melhorias que podem observadas no obuseiro modernizado destacam-se o mecanismo de recuo hidráulico, o novo computador balístico e a instalação do sistema de navegação por satélite Beidou.

    Mais:

    China acelera capacidades para invadir e tomar Taiwan até 2027, adverte general dos EUA
    Novo porta-aviões Type 003 da China entra em fase final de produção (FOTOS)
    Exército da China encerra vasta área no mar Amarelo para conduzir exercícios militares
    Tags:
    obus, tecnologia militar, Exército da China, artilharia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar