10:16 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10256
    Nos siga no

    O serviço de imprensa do Estado-Maior das Forças de Defesa da Estônia informou que de 17 de maio a 5 de junho serão realizados os exercícios anuais Tempestade da Primavera (Spring Storm), com envolvimento de quase sete mil soldados de países da OTAN.

    Coronel Paul Clayton, comandante da OTAN na Estônia, denominou os exercícios de "culminação de um ano de treinamento", ressaltando que a "ameaça da Rússia continua sendo o maior problema de segurança" tanto para Estônia como para outros países da Europa.

    Em entrevista ao canal RT, o especialista militar Ivan Konovalov afirmou que declarações como a do coronel Paul Clayton pretendem camuflar ações hostis contra Moscou, observando que o aumento de forças da Aliança Atlântica perto das fronteiras da Rússia contradiz os acordos anteriormente alcançados entre Moscou e OTAN.

    Ivan Konovalov ainda avaliou as manobras militares do bloco na Estônia.

    "Os destacamentos da OTAN estão localizados perto das fronteiras russas, constituindo uma violação direta do Ato Fundador das Relações Mútuas, Cooperação e Segurança entre a Rússia e OTAN assinado em 1997. O documento refere, especificamente, que as partes vão se esforçar para garantir transparência, previsibilidade e confiança mútua em relação à dimensão e às funções das forças militares", afirmou especialista.
    Soldados do Exército polonês em treinamento da OTAN perto de Varsóvia
    © AP Photo / Czarek Sokolowski
    Soldados do Exército polonês em treinamento da OTAN perto de Varsóvia

    Mas, na realidade, as tropas da Aliança Atlântica estão regularmente perto das fronteiras russas, observou Konovalov, ressaltando que nos exercícios na Estônia serão conduzidas operações ofensivas, e não defensivas.

    "Além disso, será aumentado o componente de exercícios de combate do bloco, especialmente no Leste Europeu. Já estamos vendo isso atualmente. Por exemplo, uma companhia de tanques francesa e helicópteros de ataque britânicos participarem da Tempestade da Primavera indica preparo para ações ofensivas, e não defensivas, como é comunicado no Ocidente", explicou.

    Ivan Konovalov chamou o exercício de provocação, observando que são as ações da OTAN ameaçadoras para Rússia, e não o contrário.

    Mais:

    Ministro da Defesa norueguês acusa Rússia de querer 'isolar' país de seus aliados
    Países do Leste Europeu apelam à OTAN que reforce sua presença na região para conter Rússia
    OTAN intensifica atividades operacionais de combate no Ártico, diz Frota do Norte da Rússia
    Tags:
    EUA, fronteiras russas, exercícios conjuntos, exercícios militares, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar