16:21 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4205
    Nos siga no

    Aeronave RAT 55, da Força Aérea dos EUA, foi flagrada sobrevoando deserto norte-americano e chamou a atenção. Além da forma considerada bizarra, seu último avistamento foi relatado há anos e avião era considerado inativo.

    O avião "supersecreto" NT-43A, aeronave mais conhecida como RAT 55, surgiu recentemente durante um voo planejado pela Força Aérea dos EUA (USAF, na sigla em inglês) sobre o deserto de Mojave, localizado no sudoeste dos EUA, especificamente no sudeste da Califórnia e no sul de Nevada.

    Acredita-se que a aeronave com meio século de idade fica estacionada em um hangar do Aeroporto do Tonopah Test Range, em Nevada, ou nas instalações altamente classificadas da chamada Área 51, parte das instalações da USAF.

    A NT-43A é uma aeronave de medição de assinatura de voo que foi modificado a partir de um Boeing 737-200. A aeronave secreta é diferente de outros aviões da entidade e raramente é vista voando. O equipamento foi construído e projetado por várias empresas, incluindo a famosa divisão Skunk Works da gigante aeroespacial americana Lockheed Martin e a empresa aeroespacial Goodyear Aerospace, com sede em Ohio.

    ​Atualizamos nosso post original com algumas fotos adicionais de cerca de um ano atrás tiradas no Vale da Morte do RAT 55 jogando com um B-2. O 737 mais secreto do mundo acaba de se mostrar bizarro no deserto de Mojave.

    A RAT 55 é considerada uma das aeronaves Boeing 737 de aparência mais estranha e secreta já construída. Estima-se que mais de 10 mil aeronaves desse tipo específico foram construídas ao longo de quase 60 anos, com suas estruturas adaptadas para atender aos diferentes requisitos da USAF. Por exemplo, ajudar a testar as capacidades de aeronaves totalmente novas ou novos materiais de absorção de radar.

    A aeronave usa seus poderosos radares e dispositivos de detecção de energia infravermelha para avaliar outras em condições de voo realistas e até mesmo validar reparos e trabalhos de manutenção profunda.

    "Acima de tudo, pense no RAT 55 como um laboratório voador que aborda seus objetos de estudo para que possam ser avaliados de todos os ângulos em seu ambiente operacional real e sob condições do mundo real", destacou o comentarista e editor Tyler Rogoway em um artigo para The Drive.

    De acordo com o The Eurasian Times, o RAT 55 é normalmente pilotado em formação com aeronaves furtivas em altitudes mais elevadas ao longo das faixas inacessíveis de vastas áreas desérticas.

    Embora existam outros recursos de medição de assinaturas aéreas, o RAT 55 é certamente o mais elaborado e secreto, e serve como um ativo crítico quando se trata de manter o domínio dos EUA em tecnologias de baixa observação.

    Dados recentes coletados por rastreadores de aviões apontavam para a possibilidade de que o Boeing secreto havia sido substituído por uma aeronave menos extensamente modificada. E como ninguém via o jato em ação há muito tempo, seu ressurgimento chamou a atenção. Pelo visto, o RAT 55 está vivo e segue em plena atividade.

    Mais:

    Após incidente, Boeing recomenda suspensão das operações com a aeronave modelo 777
    Marinha dos EUA lança plano de aeronaves não tripuladas com MQ25 da Boeing em destaque
    Marinha do Brasil inicia adestramento de meios navais e aeronavais no RJ (FOTOS)
    Taiwan monitora sobrevoos chineses com mísseis terrestres ao invés de usar aeronaves
    Tags:
    sobrevoo, EUA, deserto, operações secretas, Força Aérea dos EUA, aeronaves, Boeing 737
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar