09:16 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3420
    Nos siga no

    A mídia norte-americana analisou os pontos fortes do avião de quinta geração da Rússia, que é planejado ser convertido em uma aeronave de sexta geração, incluindo com inteligência artificial.

    O desenvolvimento do caça russo Su-57 está chegando a um ponto em que pode ser considerado um drone, escreve a revista norte-americana Military Watch Magazine.

    "Realmente, nós estamos desenvolvendo opções para modo de pilotagem automática em muitas plataformas e, obviamente, no Su-57 este trabalho também está sendo executado", afirmou na segunda-feira (24) Yuri Slyusar, diretor-geral da Corporação Aeronáutica Unida (OAK, na sigla em russo), responsável pelo desenvolvimento do caça, ao canal de TV Zvezda e citado pela revista.

    Planeja-se que o avião seja transformado em um caça de sexta geração, com inteligência artificial, armas laser e mísseis balísticos hipersônicos, que são considerados vitais para aviões de sexta geração e nos quais os EUA, Reino Unido e a China também estariam trabalhando.

    Caça multifuncional Su-57 de quinta geração realiza um voo de demonstração como parte do Fórum Internacional EXÉRCITO 2020 no aeródromo de Kubinka, região de Moscou, Rússia
    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Caça multifuncional Su-57 de quinta geração realiza um voo de demonstração

    Atualmente, o caça é de quinta geração, mas já "integra uma gama de tecnologias revolucionárias, desde sistemas de defesa a laser únicos, até seus sistemas de guerra eletrônica e sistemas de comunicação que não são encontrados em outras aeronaves de quinta geração", aponta a Military Watch Magazine.

    A mídia também destaca o fato de a futura tecnologia não-tripulada permitir à Força Aeroespacial da Rússia operar uma frota maior. Teria também vantagens com os custos reduzidos de treinamento dos pilotos e poderia permitir aos Su-57 executar manobras extremas com cargas superiores, que deixariam um piloto humano inconsciente.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA pinta 2º caça F-16 imitando Su-57 para exercícios de simulação (FOTOS)
    Novo drone furtivo russo Okhotnik deve ser motivo de preocupação para EUA, opina revista americana
    Revista americana qualifica aviões de combate russos do futuro
    Força Aeroespacial da Rússia revela quando ganhará 1º Su-57
    Tags:
    China, Reino Unido, Yuri Slyusar, OAK, Su-57, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar